Menu
Busca sábado, 27 de novembro de 2021
Dourados
35°max
19°min
Campo Grande
32°max
21°min
Três Lagoas
35°max
22°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DOURADOS

MPE pede prisão preventiva de acusada de atrair mulher de detetive para emboscada 'fatal'

25 junho 2021 - 16h45Por Gizele Almeida

O MPE (Ministério Público Estadual) entrou com recurso contra a decisão que concedeu liberdade a Sueli da Silva, 53, acusada de ter atraído Zuleide Lourdes Teles da Rocha, 57, para a emboscada a qual foi executada. O pedido é direcionado a 3ª Vara Criminal da Comarca de Dourados e assinado pela promotora de Justiça Claudia Loureiro Almirão. 

Como mostrado pelo Dourados News, o assassinato de Zuleide foi articulado pelo marido dela, o detetive Givaldo Ferreira, 62 anos, que contou com a participação de José Olimpio de Melo Junior, 32, e Willian Ferreira dos Santos (filho de Givaldo), 25. O trio já havia contado com a prisão preventiva decretada.

Sueli havia recebido liberdade condicional, no entanto, o pedido do MPE para mudança dessa definição tem como base argumentos da influência da mulher no caso, como “mentora espiritual” de Givaldo e auxiliando a premeditar o crime. 

“Há indícios de que como guia espiritual de Givaldo, a recorrida tenha influenciado negativamente em sua disposição para a prática do crime, na medida em que o aconselhou a matar a esposa para resolver os conflitos conjugais, o que evidencia extrema periculosidade”, diz trecho do texto. 

O documento explana ainda sobre a trapaça da mulher ao atrair a vítima com uma proposta de trabalho e o auxílio em esconder as provas do crime. 

“Sueli da Silva e Givaldo Ferreira dos Santos premeditaram a execução da vítima e articularam planos juntamente com José Olímpio de Melo e Willian Ferreira dos Santos para atrair Zuleide ao local em que foi assassinada, sobre o pretexto de que seria contratada para um serviço de investigação particular. Além disso, articularam meios para desaparecerem com as provas do crime para produzir álibi para Givaldo [...]”, aponta o MPE. 

Para finalizar, o MPE destaca que livre, Sueli poderia tentar alterar provas ou intervir negativamente no andamento do caso. 
“É evidente o risco de que em liberdade, a recorrida intervenha no sentido de eliminar ou alterar provas e de furtar-se à aplicação de lei penal, tendo em vista que após o crime, tentou esconder a arma do crime e orientou Willian Ferreira dos Santos a deixar a cidade, bem como empreendeu fuga do distrito da culpa e somente foi capturada em Rio Brilhante” . 

O caso

No sábado (19), a detetive foi encontrada morta em uma mata nas imediações da Rua Criciúma, Bairro Vival dos Ipês, após cair em uma emboscada. Ela foi atraída para o local do crime por uma proposta de trabalho.

Após investigações do SIG (Setor de Investigações Gerais), Givaldo Ferreira dos Santos, José Olímpio de Melo Junior, 32, e Willian Ferreira dos Santos foram indiciados pelo crime. 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Vestibular: Uems de Paranaíba oferece 86 vagas para cinco graduações
Estudantes de escola estadual do MS brilham na Olimpíada Nacional de Ciências
EDUCAÇÃO
Estudantes de escola estadual do MS brilham na Olimpíada Nacional de Ciências
POLÍCIA
Homem é preso após furtar seis peças de picanha de supermercado atacadista
POLÍCIA
Em dia de Operação 'Lei Seca', PM faz alerta sobre cuidados na direção de veículos
PANDEMIA
Covid-19: casos da variante Ômicron e impõem restrições de voo no Reino Unido
INTERNACIONAL
França terá animais abatidos e desinfecção após foco de gripe aviária
SEGURANÇA
Senado vai analisar projeto sobre gravação de ações policiais
POLÍTICA
Câmara pode votar na terça-feira PEC que mantém benefícios fiscais para empresas de tecnologia
ESPORTE
Brasil lidera quadro de medalhas nos Jogos Pan-Americanos Júnior
DOURADOS
Motociclista fica ferida após passar sobre buraco e cair

Mais Lidas

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Jovem é preso após manter relacionamento com menina de 11 anos em Dourados
DOURADOS
Menina diz que mantinha relações sexuais com acusado de estupro desde os 10 anos
AÇÃO CONJUNTA
Dourados terá operação 'Lei Seca' para conter bebedeira no trânsito após final da Libertadores
DOURADOS
Acusado de estupro tem prisão preventiva decretada e é transferido para a PED