Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
SAÚDE & BEM - ESTAR

Volta às aulas presenciais: saiba por que seu filho tem que estar com a carteira de vacinação em dia

Neste dia da Vacinação, especialista indica que a imunização infantil é essencial para impedir novos surtos de doenças

16 outubro 2020 - 07h00Por Unimed Dourados

Dados preliminares do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde indicam que 50 a 60% das crianças brasileiras ainda não receberam as vacinas previstas para 2020. Com a retomada das aulas presenciais em diversas cidades e estados, é fundamental que os pais atualizem a carteira de vacinação das crianças e adolescentes para evitar a contaminação por doenças preveníveis e garantir a matrícula nas escolas.

Por meio do calendário nacional de vacinação, o Ministério da Saúde disponibiliza a toda população brasileira, gratuitamente, 19 vacinas para mais de 20 doenças. Para ter acesso à imunização basta comparecer a um posto de saúde com o cartão de vacinação em mãos. Aqueles que perderam esse documento devem se dirigir ao local em que receberam as vacinas para solicitar a segunda via.

Para crianças menores de 10 anos de idade há 15 vacinas disponíveis que devem, preferencialmente, ser administradas na idade recomendada. Caso se tenha perdido o prazo de alguma delas, é possível atualizar o quadro de imunização no posto de saúde. Já os adolescentes devem receber vacinas específicas para sua faixa etária e o reforço de algumas das que foram administradas na infância.

“Promover a vacinação infantil é a melhor forma de evitar o aumento dos casos de doenças preveníveis e impedir novos surtos daquelas que já foram erradicadas do Brasil. E neste Dia da Vacinação (17/10), é nosso dever fazer esse alerta aos pais, para que não deixem esse cuidado tão importante de lado”, afirma Dr. Eldecastro Sevilha, pediatra e diretor Financeiro da Unimed Dourados, cooperativa sócia da Central Nacional Unimed. Ele lembra, ainda, que em 2019 o país perdeu o certificado de erradicação do sarampo e enfrentou mais de 13 mil novos casos da doença, acarretando 15 mortes. Ou seja, embora a pandemia de Covid-19 tenha causado impacto no cumprimento das metas nacionais de vacinação, essa redução segue uma tendência global. 

Como forma de estimular a imunização infantil, em março de 2020 o governador do estado de São Paulo, João Dória, sancionou a Lei nº 17.252/20 que dispõe sobre a obrigatoriedade da apresentação de carteira de vacinação atualizada para matrícula escolar nas redes pública e privada. Essa já é uma norma também vigente nos estados do Acre, Paraná, Pernambuco e Roraima além de diversas cidades pelo país.

Nas escolas, os alunos que não estiverem com o cartão de vacinação atualizado poderão se matricular normalmente e terão o prazo de 60 dias para regularizar o documento. Após esse período o caso segue para o Conselho Tutelar que tomará as devidas providências. Isso se faz necessário porque, tal como está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, esse público tem direito à proteção, à vida e à saúde, o que inclui a obrigatoriedade da vacinação nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias.

Sobre a Central Nacional Unimed

A Central Nacional Unimed é a operadora nacional dos planos de saúde empresariais da marca Unimed. Sua carteira de clientes é composta por cerca de 1,7 milhão de clientes de grandes corporações brasileiras. Também trabalha com PME e foco regional em Salvador, São Luís, Brasília e São Paulo. Em 2018, a Central Nacional Unimed registrou receita de R$ 5,6 bilhões (+9,3% em relação a 2017). É considerada uma das melhores empresas para se trabalhar e uma das melhores para se iniciar a carreira. Faz parte do Sistema Unimed, composto por 345 cooperativas médicas presentes em todo o território nacional, que compartilham os valores do cooperativismo e o trabalho para valorização dos médicos e da medicina.

Atualmente, o Sistema Unimed é líder no mercado nacional de planos de saúde, com 37% de market share, 17 milhões de beneficiários e presença em 84% do território nacional. São 4,6 mil municípios atendidos, 115 mil médicos cooperados e a 2ª maior rede hospitalar no país. Em 2018, as cooperativas Unimed geraram receita de R$ 63,1 bilhões com a operação de planos de saúde.   

 

Leia Também

Após fingir ser PF, homem é preso por porte de arma, furto e ameaça
REGIÃO
Após fingir ser PF, homem é preso por porte de arma, furto e ameaça
Estudo italiano: só muito idosos ou doentes vacinados morrem de covid
Estudo italiano: só muito idosos ou doentes vacinados morrem de covid
Casos ilustrativos da Medicina da Alma serão abordados nesta quarta na 7ª Semana Espírita
DOURADOS
Casos ilustrativos da Medicina da Alma serão abordados nesta quarta na 7ª Semana Espírita
Homem é autuado em R$ 9 mil por incêndio em vegetação
MIRANDA
Homem é autuado em R$ 9 mil por incêndio em vegetação
Motorista de ônibus escolar é preso por estuprar menina de 12 anos
ANAURILÂNDIA
Motorista de ônibus escolar é preso por estuprar menina de 12 anos
DOURADOS
No improviso, skatistas usam árvore derrubada por vendaval como rampa; veja o vídeo
DOURADOS
Em sessão solene, Câmara homenageia a Guarda Municipal pelos 25 anos
PANDEMIA
Após mais de 1 ano e meio, MS tem boletim "zerado" de mortes por covid
AGRONEGÓCIO
Plantio da soja já beira 1 milhão de hectares em Mato Grosso do Sul
PONTA PORÃ
Agepen investiga fuga e polícia reforça buscas a interno que escapou de presídio

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Mulher é presa após se masturbar em praça pública
LEGISLATIVO
Em Dourados, projeto quer criar Dia Municipal do Torcedor Flamenguista
CAPTURA
Cobra é capturada em para-choque de carro na região central de Dourados
DOURADOS
Preso por violência doméstica passa por audiência de custódia e tem preventiva decretada