Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Trabalho não mata, mas faz mal à saúde

05 setembro 2004 - 22h08

O trabalho pode nunca ter matado ninguém, mas o excesso dele parece estar arruinando a saúde de boa parte dos americanos e provocando aos Estados Unidos gastos da ordem de 300 bilhões de dólares por ano. É o que mostra uma pesquisa publicada neste domingo pelo jornal New York Times, segundo a qual 62% dos americanos entrevistados disseram que o volume de trabalho aumentou nos últimos seis meses e 53% disseram sentir-se excessivamente cansados e sobrecarregados. Várias pesquisas já relacionaram o estresse a doenças cardíacas, diabetes e enfraquecimento do sistema imunológico.Agora, os pesquisadores começam a descobrir que o aumento do estresse no trabalho e a instabilidade no emprego têm impacto direto na saúde do empregado e, conseqüentemente, nos resultados financeiros das empresas. Práticas como redução de funcionários, cortes de gastos e aumento da produtividade, que por tempos foram sinônimo de crescimento dos lucros, parecem estar se tornando sinônimo de custos adicionais para os patrões. De acordo com a pesquisa do Instituto de Estresse de Nova York, estresse provoca gastos da ordem de 300 milhões de dólares por ano, em tratamentos médicos, dias de trabalho perdidos e paliativos, como calmantes. Cálculos do Instituto Americano de Saúde e Trabalho, pessoas que se queixam de estresse chegam a custar 46% mais caro para as empresas. O aumento do estresse no trabalho parece não ser um fenômeno tipicamente americano. Na Inglaterra, doenças relacionadas ao estresse chegam a custar 13 milhões de dias de trabalho por ano. “O problema ocorre em todo o mundo”, disse ao NYT o médico Guy Standing, autor de relatório da agência internacional de trabalho da ONU.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASILÂNDIA
Jovem de 23 anos destrói recepção de hospital durante surto
BRASÍLIA
Secretário Mario Frias é submetido a cateterismo de emergência
TRÊS LAGOAS
Homem que matou cantor a tiros em tabacaria é condenado a 46 anos
BRASIL
Câmara aprova projeto que pode restringir atuação da oposição
Homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo
BENEFÍCIO
Cultura prorroga prazo para entrega de documentação do FIC
POLÍCIA
Condutor de lancha envolvida em acidente com morte presta depoimento
EDUCAÇÃO
Metas do Inep para o ano não incluem aplicação do Enem 2021
IVINHEMA
Três dias depois de ser envenenada pela mãe, criança recebe alta
FERIADO
Comarca de Angélica não terá expediente amanhã e sexta-feira

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados