Menu
Busca quarta, 16 de junho de 2021
(67) 99257-3397
SAÚDE & BEM - ESTAR

Para alcançar o corpo perfeito é preciso acertar na dieta

13 maio 2021 - 10h30Por R7

Pode parecer fácil, mas não é. Ter o tão desejado corpo perfeito, sarado e definido não é uma tarefa das mais simples. Afinal, exige disciplina, consistência e atenção total numa rotina de treinos. Mas é claro, tudo isso acompanhado de momentos de descanso e uma alimentação saudável e equilibrada.

Porém, a comida assume papel nessa tarefa, pois, vale lembrar que não é qualquer coisa que deve ser ingerida neste momento de buscar o corpo perfeito. Conforme lembra a nutricionista Dani Borges, é importante lembrar que não há nenhum alimento específico para ganho de massa. “Mas o que existe é que, em uma estratégia para hipertrofia muscular, precisamos consumir mais calorias do que gastamos. Para minimizar o ganho de gordura, é preciso adequar a alimentação à rotina da pessoa. Por exemplo, é preciso entender qual é o gasto calórico que se tem com as atividades rotineiras e com o treino. Aí é feito um cálculo para avaliar que ele possa ter um ganho de massa”, conta.

Para isso, o cardápio orientado por Dani Borges “precisa de proteína, gordura e carboidrato. É o contrário da estratégia usada no emagrecimento, que quando queremos emagrecer precisamos comer menos do que gastamos, no processo de hipertrofia precisamos comer mais do que gastamos. É importante que os alimentos ricos em carboidratos sejam entre 45% e 60% da ingestão calórica total da pessoa durante o dia”, recomenda.

Além de ajudar na busca pelo corpo perfeito, alimentos que atendem a essa proposição são fáceis de encontrar e de consumir. “A batata doce e a inglesa, o arroz integral com feijão, por exemplo. Temos também frutas, como a banana e a maçã. Além disso é importante ter também a proteína, que nesse caso pode ser o peito de frango, ou a carne vermelha ou o peixe”, aponta.

A ingestão destes alimentos, detalha Dani, “vão te promover energia, por exemplo, no pré-treino. Então não importa o horário da ingestão, mas use os carboidratos como fonte de energia ao longo do dia e fracionados em cada refeição. O carboidrato que não for utilizado será armazenado em forma de glicogênio no músculo. Com o auxílio de um profissional, você pode montar algo de acordo com sua rotina, então a chance de dar o melhor resultado é ainda maior”, salienta.

Para quem é vegetariano e busca o corpo perfeito, a dica de Dani Borges é investir nas leguminosas. “São boas fontes de carboidrato e de proteína vegetal, então essa pode ser uma boa aliada para quem se enquadra neste contexto”. Além de tudo isso, o tradicional prato dos brasileiros, arroz com feijão, também pode ser boa fonte de energia e possui uma boa combinação de proteínas vegetais com o valor biológico mais parecido com os das proteínas animais”, conclui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Câmara aprova incentivo fiscal a quem doar a pesquisas contra covid-19
IMUNIZAÇÃO
População indígena lidera índice de vacinação no Brasil
FUTEBOL
Náutico domina Vila Nova, mantém 100% e segue na ponta da Série B
STF
Ministro concede a Wilson Witzel direito de não comparecer à CPI da Covid
Câmara aprova MP que libera verba para municípios atingidos por chuvas
POLÍTICA
Câmara aprova MP que libera verba para municípios atingidos por chuvas
MINISTÉRIO DO TURISMO
Nove em cada 10 empreendedores que acessaram recursos são pequenas empresas
JUSTIÇA
CNJ aprova resolução sobre orientações jurídicas para casamentos
UNIGRAN
XVIII Jornada Acadêmica de Psicologia aborda efeitos da pandemia na Psicanálise
FUTEBOL
Copa América: seleção treina na Granja Comary
CODESUL
Governador propõe unificação de atas de preços e mutirão pós-pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente morre atropelado na BR-163 e condutor foge do local
DOURADOS
Homem tem carro furtado depois de ir com quatro pessoas para motel na BR-463
DOURADOS
Adolescentes e jovem são levados para DP para esclarecer furto de carro em motel
DOURADOS
Após filas e aglomerações, secretário faz duras críticas à população