Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Ministro da Saúde atende Marçal Filho e lançará PAI

10 fevereiro 2011 - 09h38

O deputado federal Marçal Filho (PMDB) foi recebido em audiência ontem pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para discutir a agenda oficial que será cumprida no mês de março em
Dourados, quando Padilha estará na cidade para lançar as obras do Pronto Atendimento Infantil (PAI), uma unidade especializada em saúde da criança e que já teve, inclusive, o local definido pela prefeita Délia Razuk (PMDB). “O ministro entendeu a importância do PAI para Dourados e os municípios da região, de forma que se prontificou a adotar todas as medidas necessárias para tirar esse projeto do papel”, explica Marçal Filho.

O Pronto Atendimento Infantil será construído no mesmo terreno que abrigará a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na Rua Frei Antônio, 3.640, a poucos metros da Rua Coronel Ponciano. O PAI é um projeto idealizado pela prefeita interina Délia Razuk que, logo nos primeiros dias de mandato como vereadora, procurou Marçal Filho para propor uma parceria.
“Abracei a proposta da prefeita Délia Razuk quando ela ainda estava na Câmara Municipal e comecei a correr atrás dos recursos em Brasília”, explica Marçal Filho.

Ontem, durante audiência com Alexandre Padilha, o deputado federal Marçal Filho aproveitou para pedir que o ministro retorne o Hospital da Missão Caiuá. O ministro, que já foi coordenador da Comissão de Saúde Indígena da Funasa, conhece deperto os problemas que afligem a Reserva
Indígena de Dourados e tem um enorme carinho pelo trabalho.

“Todos nós sabemos das dificuldades que essa unidade encontra para prestar um serviço de saúde pública às comunidades indígenas e por ser o único hospital dentro de uma reserva, seria bom que o
ministro Alexandre Padilha retornasse ao hospital para ver a atual situação do local e observar as necessidades de reforma, ampliação, além da urgência em equipamento adequados.”concluiu Marçal.

Vestindo uma camiseta da campanha contra a dengue, Alexandre Padilha, aproveitou para sugerir que o deputado Marçal Filho use toda sua influência em Mato Grosso do Sul para prevenir uma nova epidemia da doença no Estado. Ele destacou a importância de os hospitais e clínicas particulares estarem aptos a atender pacientes suspeitos de dengue. Segundo o ministro, toda a rede pública e privada de atenção à saúde, dos postos aos hospitais mais sofisticados, devem ser capazes de identificar e lidar com os casos suspeitos da doença.

Em janeiro, logo após o Ministério da Saúde ter implantado um cartão com o protocolo de atendimento médico específico para os casos suspeitos, Padilha se reuniu com representantes das operadoras de planos de saúde. Ele propôs às empresas que ajudem a divulgar os procedimentos entre os profissionais dos estabelecimentos privados. Ontem, na audiência com Marçal, o ministro falou sobre a campanha que está sendo promovida com o objetivo de sensibilizar e mobilizar a população para a necessidade de todos participarem da luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

RECURSOS – O dinheiro para construção do Pronto Atendimento Infantil (PAI) já foi garantido pelo deputado federal Marçal Filho através da emenda extra-orçamentária número 2010NU900600, da ordem de quase R$ 2 milhões, sendo R$ 1,5 milhão para a edificação do prédio e R$ 500 mil para a compra de equipamentos. Com o PAI, as crianças passarão a ser atendidas num ambiente apropriado e exclusivamente voltado a elas. O prédio contará com salas de triagem e espera com temas lúdicos, para facilitar a adaptação da criança ao tratamento médico. O novo modelo reduz o tempo de espera, aumenta a satisfação da criança e diminui a angustia dos pais. O objetivo do Pronto Atendimento Infantil é impedir que crianças sejam encaminhadas para internação sem necessidade e evitar que tenham contato com adultos doentes.

Marçal voltou a destacar os esforços da prefeita Délia Razuk em garantir a área para construção do Pronto Atendimento Infantil e ressaltou que os recursos não foram frutos de emenda parlamentar, mas sim extraorçamentários. “O Ministério da Saúde tem, em seu orçamento anual, dinheiro para construção de unidades de atenção especializadas em saúde infantil, portanto, abraçamos a proposta da prefeita Délia Razuk e garantimos essa importante obra para as famílias de Dourados, sobretudo para as mães que terão um local apropriado para tratar os problemas de saúde dos seus filhos”, finaliza Marçal Filho.






Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Governo espera que IFA para o Butantan chegue até o fim de maio
Startup da Inova Unigran é vice-campeã do Techstars Startup Weekend Sustentabilidade
EDUCAÇÃO
Startup da Inova Unigran é vice-campeã do Techstars Startup Weekend Sustentabilidade
Escrituras do programa de regularização fundiária são entregues em Dourados
HABITAÇÃO
Escrituras do programa de regularização fundiária são entregues em Dourados
Equipamentos são entregues para desafogar fila de espera por UTI Covid em Dourados
PANDEMIA
Equipamentos são entregues para desafogar fila de espera por UTI Covid em Dourados
Homem é multado em R$ 15 mil por incêndio e desmatamento de área de Mata Atlântica
DOURADINA
Homem é multado em R$ 15 mil por incêndio e desmatamento de área de Mata Atlântica
LEGISLATIVO
Emenda de Barbosinha aperfeiçoa funcionalidade do Cartório Virtual em MS
ROTA BIOCEÂNICA
Itaipu Binacional garante licitação da ponte internacional em julho
TRÁFICO DE DROGAS
PM apreende 250 kg de maconha abandonada em rodovia
PANDEMIA
Covid-19: governo espera antecipar entrega de vacinas já contratadas
TRÊS LAGOAS
Adolescente é apreendido por tráfico de drogas

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS