Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021
(67) 99257-3397

Geraldo e Marçal pedem investigação federal na saúde

04 agosto 2009 - 16h00

Os deputados Geraldo Resende e Marçal Filho formalizaram nesta terça-feira, 04/08, um pedido para que a Comissão de Seguridade Social e Família e o Tribunal de Contas da União realizem fiscalização para saber de que forma foram utilizados todos os recursos repassados pelo governo federal para a área da saúde de Dourados nos últimos três anos.
Em sua justificativa, o deputado Geraldo Resende argumenta que a atitude de fiscalizar o bom emprego dos recursos públicos federais nos estados e municípios é uma das atribuições dos deputados federais. “Além disso, é da minha natureza cobrar uma postura correta de quem tem responsabilidade pública. Isso não significa que eu e o Marçal estejamos acusando alguém, mas diante dos fatos trazidos à tona pela polícia e pela imprensa em nosso município, é preciso tornar mais rígida essa fiscalização”, defende Geraldo.
Geraldo Resende se refere às denúncias de corrupção e de fraude em licitações públicas reveladas pela Operação OWARI e pela Operação BROTHERS, realizadas pela polícia federal e que resultaram na prisão e no indiciamento de secretários municipais, vereadores, funcionários públicos e empresários de Dourados e de outras cidades do Mato Grosso do Sul e do Paraná.
Pelos dados que a polícia divulgou, a saúde era um dos nichos preferidos desse grupo que agia com desenvoltura assombrosa, fraudando licitações, corrompendo funcionários públicos, tratando a coisa pública como uma propriedade privada.
“Como parlamentar e homem público, me orgulho de tudo o que fiz na vida. Por isso não posso me ausentar dessa discussão. A minha relação com a saúde vem de longa data. Antes de tudo, fui usuário dos serviços públicos de Saúde. Depois trabalhei na estrutura da Rede Pública de Saúde. Mais tarde, fui prestador de serviços e por fim fui gestor do Sistema Público de Saúde. É essa condição privilegiada, de ter vivido quatro níveis de interação com o sistema de saúde, que me permite ter uma visão mais aprimorada da questão” argumenta o deputado.
Na segunda-feira, 03/08, Geraldo já havia feito essa mesma solicitação ao diretor do DENASUSU – Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde, Luis Carlos Bolzan, que se comprometeu a proceder a fiscalização no menor espaço de tempo possível, O deputado também informou ter encaminhado à Secretaria de Saúde do Estado de Mato Grosso do Sul um pedido de realização de auditoria em Dourados para saber o mesmo: como e aonde foram utilizados, nos últimos três anos, os recursos destinados à Saúde municipal.
“Minha luta em defesa da saúde pública tem origem antes mesmo da minha chegada à vida pública. Desde a época de estudante universitário eu já defendia o direito a uma saúde pública de qualidade, extensiva a todos os brasileiros, independente de cor, raça, credo ou classe social”, diz Geraldo.
Geraldo reforça que como médico, essa questão adquiriu um aspecto mais forte ainda em sua vida. Tanto que se tornou um dos mais árduos defensores da criação do Sistema Único de Saúde. Geraldo foi secretário de Estado de Saúde em Mato grosso do Sul e, mais tarde, ao chegar à Câmara Federal tornou-se membro ativo da Frente Parlamentar da Saúde, ajudando a aprovar e regulamentar a Emenda 29, que garantiu mais recursos para a estrutura pública de saúde do Brasil.
“Só com o resultado do meu trabalho aqui em Brasília, ajudei a destinar nos últimos seis anos quase R$ 15 milhões, apenas para a saúde da cidade de Dourados. São recursos que viabilizaram a reforma de postos de saúde, a compra de equipamentos, a construção de hospitais e, no futuro próximo, vão permitir a entrada em funcionamento da mais moderna clínica de atendimento às mulheres da Região Centro-Oeste” diz o deputado.
“Não é possível admitir, caso se comprovem as denúncias reveladas pela operação da polícia federal e divulgadas pela mídia, que pessoas mal intencionadas se escondam por trás da máscara da impunidade para desviar o dinheiro que deveria estar custeando remédios, exames, cirurgias e tratamentos de pessoas que não têm outros recursos senão contar com a estrutura pública de saúde” finaliza Geraldo Resende.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia recupera motos furtadas e um homem é preso em flagrante
POLÍCIA
Polícia recupera motos furtadas e um homem é preso em flagrante
DIGITAL
Em um ano, número de CNHs emitidas pelo Portal Meu Detran cresce 45%
EXECUÇÃO
Brasileiro é morto a tiros em fazenda no Paraguai
BRASIL
Jovem é preso após publicação sobre visita de Bolsonaro a Minas Gerais
PL sugere implantação da Assistência Farmacêutica nos municípios do MS
MS
PL sugere implantação da Assistência Farmacêutica nos municípios do MS
Homem que estava desaparecido é encontrado morto com tiro na cabeça
DIÁRIO OFICIAL
Guarda municipal de Dourados condenado por tráfico em SP é demitido
COVID-19
Ocupação de leitos de UTI segue próxima dos 100% em Dourados
DOURADOS 
Primeira Ludoteca de Dourados é inaugurada para atender crianças vítimas de violência
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de 0,10%, com aprovação da PEC Emergencial no Senado

Mais Lidas

DOURADOS 
Vídeo mostra momento da colisão entre veículos em Dourados
NOVA DOURADOS
Colisão entre veículos deixa pessoa gravemente ferida em Dourados
PANDEMIA 
Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados
TRAGÉDIA
Douradense que morreu em acidente no interior de SP tinha 58 anos