domingo, 14 de agosto de 2022
Dourados
33°max
18°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
SAÚDE E BEM-ESTAR

Fibromialgia: dores constantes podem ser síndrome crônica; entenda

06 julho 2022 - 12h00Por Saúde em Dia

A fibromialgia, de acordo com a SBR (Sociedade Brasileira de Reumatologia) é uma síndrome clínica que atinge o corpo inteiro, principalmente nas regiões musculares. Estudos apontam que a doença acomete aproximadamente 4% de toda a população mundial, com predominância entre as mulheres de 35 a 44 anos de idade. Entre os brasileiros, em torno de 4,8 milhões de indivíduos possuem a doença, mas só 2,5% desse público recebe o tratamento adequado. 

Números preocupantes, já que a fibromialgia, apesar de ser uma doença crônica, tem tratamento eficiente, que reduz os impactos da síndrome e melhora a qualidade de vida dos pacientes. Dessa maneira, a conscientização se torna tema fundamental no combate do problema. Afinal, muitas vezes as pessoas sequer sabem da existência dessa doença que, teoricamente, é comum e pode acometer qualquer pessoa.

As causas da fibromialgia, no entanto, ainda colocam alguns pontos de interrogação na cabeça dos cientistas. Mas já se sabe, por exemplo, que a síndrome pode aparecer na vida das pessoas após algum evento traumático físico, psicológico ou até mesmo uma infecção grave. De acordo com a SBR, esses acontecimentos podem “desregular” o cérebro, que passa a enviar estímulos intensos de dor sem necessidade aparente.

O primeiro sinal, geralmente, é uma dor localizada que, com o passar do tempo, se espalha para o restante do corpo. “Os sintomas são similares aos de outras doenças, como tendinite, ou à prática inadequada e intensa de exercícios. A fibromialgia nem sempre é diagnosticada e tratada como o esperado, por ser considerada também uma doença emocional”, explica o neurocirurgião, Dr. Marcelo Valadares.

Segundo o especialista, a síndrome também altera a condição cerebral dos pacientes e eleva a sensação de dor. E, por isso, mesmo que ela seja devidamente tratada com um reumatologista, também é importante consultar um neurologista.

Entre as medidas eficazes para aliviar as dores provocadas pela fibromialgia, estão atividades simples como alongamentos, exercícios físicos de baixa intensidade, yoga e acupuntura. Mas atenção, antes de testar alguma dessas opções, é fundamental procurar ajuda de um médico especialista, para que ele te avalie e escolha o tratamento mais eficaz possível. Atividades físicas muito extenuantes, por exemplo, podem agravar o problema.

Além disso, um método que pode ser bom para uma pessoa, não necessariamente funcionará para outra. Nesse caso, apenas um profissional especializado saberá a melhor maneira de encarar e resolver o problema.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO

Projeto cria programa para auxiliar professores na compra de casa própria

Projeto cria política de prevenção e combate a assédio moral e sexual nas escolas
SEGURANÇA

Projeto cria política de prevenção e combate a assédio moral e sexual nas escolas

Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação
ELEIÇÕES 2022

Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação

SAÚDE

Projeto cria Programa Nacional de Referência em Tratamento da Fibromialgia

Brasil deve encerrar 2022 com índices de extrema pobreza em queda
ECONOMIA

Brasil deve encerrar 2022 com índices de extrema pobreza em queda

AGRICULTURA

Tecnologia de ressonância magnética reduz perdas de fertilizantes

TRABALHO E PREVIDÊNCIA

Proposta estabelece piso salarial de R$ 3,2 mil para vigilantes

TRANSPORTE

Projeto prevê bilhete único nacional para sistemas de transporte público

MATO GROSSO DO SUL

Incêndios e estiagem colocam cidades em situação de emergência

EM ANÁLISE

Projeto que muda norma geral para concursos públicos retorna ao Senado

Mais Lidas

DOURADOS

Acusado de raptar a ex e trocar tiros com a polícia tem alta e é levado para delegacia

DOURADOS

Homem que trocou tiros com a polícia na Linha do Potreirito havia sequestrado a ex

EMBRIAGUEZ

Caminhonete ocupada por cinco jovens capota na BR-376

DOURADOS

Douradense contaminado com "varíola dos macacos" viajou para o Paraguai recentemente