segunda, 15 de agosto de 2022
Dourados
35°max
20°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
SAÚDE & BEM-ESTAR

Falando de Procrastinação e Proatividade no TDAH

07 dezembro 2021 - 07h06Por Luciane Sperafico

A Psicopedagoga com formação em Psicologia Positiva Luciane Sperafico explica um pouco mais sobre o TDAH e o aspecto comportamental, neste caso a Procrastinação e Proatividade.


Para conseguir deixar a procrastinação de lado, você precisa ter Proatividade.
Ser proativo significa fazer alguma coisa por vontade própria. Ter atitude, ter vontade de fazer. É como quando um funcionário não espera ninguém lhe dar ordens para cumprir suas funções, ele toma a atitude de fazê-las. E quando terminou, procura outras. 


Uma coisa que faz com que acabemos adiando nossas tarefas, desde as mais simples até as mais complexas, é encará-las como uma obrigação imposta pelo ambiente ou por alguém, e não como algo que faremos em nosso próprio benefício. 


Se você deseja mudar sua condição de procrastinador, essa vontade tem que partir de dentro de si. Você deve avaliar como a mudança será benéfica, como ela vai facilitar a sua vida e diminuir seus problemas, e vê-la como uma coisa boa e não como uma obrigação. 


A Proatividade servirá como uma força, que vem de dentro e lhe impulsiona a ir em frente. Ela é como se fosse um motor do seu próprio corpo, que te coloca em movimento independente de qualquer fator externo. Em seguida, falaremos sobre como encontrar motivação. 


Descubra o que te Motiva 
Tudo aquilo que fazemos é porque de alguma forma fomos motivados. Essa motivação pode ser causada por dor, esperança ou consciência. Para superar a procrastinação, mesmo tendo TDAH, trabalhe com a sua consciência e deixe que ela te motive. 


Lembre-se de todas as conquistas que alcançou nas vezes em que deixou de procrastinar e partiu para a ação. Tente se recordar de tudo que seu esforço lhe trouxe de bom. Isso vai incentivá-lo a ir atrás da mudança e adquirir novos hábitos. 


Pratique sua consciência para que ela, de forma automática, já lhe faça pensar quais serão as consequências quando você tomar determinada atitude. Não permita que sua motivação seja a dor ou a esperança, que podem não trazer os resultados imaginados. 

 


Por exemplo, se você precisa arrumar o guarda-roupa, lembre-se de como foi boa a sensação que teve após ter feito isso das outras vezes. Tente focar em como é muito melhor saber exatamente onde cada peça está, e mantê-las todas sem nenhum amassado. Essa consciência te impulsionará a tomar uma atitude para ver aqueles mesmo resultados que você já teve um dia ou que sabe que poderá ter. 
A seguir, a especialista fala de uma ótima maneira de se motivar: propor desafios a si mesmo. 


Encare tudo como um desafio 
Nós, seres humanos, somos competitivos por natureza. Sentimos prazer em disputar e, principalmente, em ganhar. Se você encarar tudo que está fazendo como um desafio contra si, mesmo sendo portador de TDAH, sua vontade de ganhar e sua motivação serão muito grandes para deixa-lo parado. 


Algumas formas de encarar como desafio uma situação simples do dia a dia e diminuir a procrastinação são as seguintes: 


*Estabeleça metas temporais: se você precisa limpar a casa toda, por exemplo, estabeleça um tempo determinado para cada cômodo. Você se sentirá desafiado a não gastar mais minutos que o necessário em cada uma das etapas. 


*Crie recompensas: recompensas por tarefas cumpridas são uma excelente forma de incentivo. Se você está com muita vontade de comer um doce da padaria da esquina, mas precisa terminar um relatório, use o doce como uma recompensa: quando tiver terminado seu relatório você poderá sair para comprá-lo. 


*Crie pontuações: se você tem uma lista grande de coisas para fazer, atribua pontos à execução de cada uma delas, conforme sua importância. Então, comece fazendo as de pontuação mais alta e vá somando quantos pontos você consegue fazer naquele dia. Isso vai te ajudar a não procrastinar, e também a priorizar as tarefas mais necessárias, mesmo com uma agenda cheia. Ter coisas demais para fazer é o que muitas vezes nos faz procrastinar, pois ficamos preocupados com tantas obrigações que não conseguirmos focar em nada. 


*Aumente a duração de seus desafios: tente prolongar um comportamento que tenha lhe trazido resultados positivos por 3 dias, uma semana, um mês. Se você se propôs a caminhar em um determinado dia e foi, tente desafiar a si mesmo a ir uma semana toda. Depois, aumente esse tempo. Você sentirá uma força vinda de dentro de você para não desistir.  


Metas de Ano Novo 
Provavelmente já aconteceu com você a seguinte situação: um novo ano começa, então você decide que chegou a hora de mudar de vida, que vai recomeçar e que vai colocar em prática tudo aquilo que tem procrastinado para realizar. 


Você então faz uma lista de metas, todas maravilhosas e incríveis, que tem certeza de que conseguirá cumprir e que mudarão sua vida. E então, poucos meses depois, a lista está jogada em algum canto e você já nem se lembra mais do que havia prometido. 


Isso acontece com a maioria das pessoas que escrevem metas de Ano Novo. Confira os dados de uma pesquisa relativa a essa prática: 
*Após a primeira semana do novo ano, cerca de 25% das pessoas já abandonaram suas metas; 
*Após se passarem seis meses, o número de desistências chega a incríveis 60%. 
*E assim acontece todos os anos. As mesmas listas são reescritas e suas metas acabam nunca sendo cumpridas. 
*Isso não quer dizer que você deva deixar de fazer listas de metas no ano novo, muito pelo contrário. Ter metas pode ajudar muito a deixar a procrastinação de lado. São elas que nos colocam em movimento, nos fazem tem um motivo para partir para a ação. As metas são aquilo que você deseja e ainda não tem, por isso precisa de um incentivo para ir atrás. 
*Colocá-las no papel pode ser esse incentivo. Para não acabar deixando sua lista de lado, você deve seguir alguns passos: 
*Crie metas realistas e possíveis de serem alcançadas, que dependam para isso de você e do seu esforço. 
*Saiba exatamente onde você está. Não se engane, por pior que a situação esteja no momento. 
* Entenda exatamente onde você quer chegar naquele ano. 
*Se sua meta for muito grande e difícil de ser alcançada, quebre-a em várias partes e vá focando em atingir uma por vez. 
*Saiba o que você vai sentir quando atingir a meta, seja alegria, satisfação ou tranquilidade, pois isso vai te motivar ainda mais. 
Crie metas em forma de cronograma para ir seguindo, não crie apenas uma data final. Cumprindo o cronograma você cria hábitos e é mais fácil de atingir a meta. 


Em síntese, os principais pontos que devem ficar registrados em sua mente após a leitura deste texto são os seguintes: 
*Você é capaz de vencer a procrastinação, mesmo sendo portador de TDAH. Seu transtorno não te limita, você é capaz de mudar e se transformar numa pessoa focada, produtiva e que consegue realizar tudo aquilo a que se propõe. 
*Ser uma pessoa proativa é essencial para conseguir ser produtiva e concluir suas obrigações. A proatividade é uma força que vem de dentro, é o seu próprio motor que te empurra e te faz seguir pelo mundo. 
*Encarar as obrigações como desafios é muito eficiente e pode ajudar a não procrastinar. Basta adequar os desafios a cada situação, que o desejo de vencer a si mesmo virá naturalmente. 
*Viver o presente e tentar absorver o máximo de cada momento ajuda muito quem tem TDAH a diminuir a procrastinação. Aproveitar as situações e estar presente de corpo e alma aumenta o foco e a atenção.


 O texto foi esclarecedor? Se ainda restaram dúvidas ou se você deseja realizar uma avaliação Psicodiagnóstica ou Psicoterapia.  

Agende uma consulta conosco! 


Atendimento com Crianças, Adolescentes, Adultos e Idosos.

CENTRO DE ATENDIMENTO E INTERVENÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA, PSICODIAGNÓSTICO/PSICOLOGIA /NEUROPSICOLOGIA /COACH VOCACIONAL & CARREIRA/ HIPNOTERAPIA
Os contatos: (67)999548716 / (67)34210550
Rua Ciro Melo, 2280 Centro- Dourados/MS
Facebook-Cenaipp
“Sobre a Profissional- LUCIANE SPERAFICO”
* Mestre em Psicologia
* Psicanalista
 *Formação em Psicologia Positiva 
*Hipnoterapia Clínica
* Psicopedagoga
* Pedagoga 
* Neuropedagoga
* Especialista Em Neuropsicologia 
* Formação Em Habilitação e Reabilitação Neuropsicológica “Luriana”
* Especialista Em Educação Especial com ênfase em Autismo
* Especialista Em Psicoterapia Cognitivo Comportamental 
* Screener da Síndrome de Irlen
*Analista Comportamental DISC pela SLAC
* Coach de Carreira &Coach Vocacional
*Facilitadora da metodologia LEGO SERIOUS PLAY e POINTS OF YOU
*Tutora Cogmed- Treinamento de Memória Operacional 
*Formação em Terapia do Esquema
*Atualização em Mindfulness 

Fonte:superatdah.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO

Projeto cria programa para auxiliar professores na compra de casa própria

Projeto cria política de prevenção e combate a assédio moral e sexual nas escolas
SEGURANÇA

Projeto cria política de prevenção e combate a assédio moral e sexual nas escolas

Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação
ELEIÇÕES 2022

Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação

SAÚDE

Projeto cria Programa Nacional de Referência em Tratamento da Fibromialgia

Brasil deve encerrar 2022 com índices de extrema pobreza em queda
ECONOMIA

Brasil deve encerrar 2022 com índices de extrema pobreza em queda

AGRICULTURA

Tecnologia de ressonância magnética reduz perdas de fertilizantes

TRABALHO E PREVIDÊNCIA

Proposta estabelece piso salarial de R$ 3,2 mil para vigilantes

TRANSPORTE

Projeto prevê bilhete único nacional para sistemas de transporte público

MATO GROSSO DO SUL

Incêndios e estiagem colocam cidades em situação de emergência

EM ANÁLISE

Projeto que muda norma geral para concursos públicos retorna ao Senado

Mais Lidas

EMBRIAGUEZ

Caminhonete ocupada por cinco jovens capota na BR-376

MUNDO NOVO

Menina de 12 anos relata abuso do tio a professora

ITAQUIRAÍ

Corpo de idoso vítima de latrocínio segue desaparecido

PONTA PORÃ

Estudante de Medicina é baleado na região de fronteira