Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Casas, CEIM, posto de saúde e centro de geração estão adiantados

22 novembro 2004 - 14h26

As obras que estão sendo feitas pela Prefeitura de Dourados, no Jardim Novo Horizonte, parte Oeste da cidade, com recursos de R$ 10 milhões do programa Habitar Bid, além de estarem adiantadas, estão transformando completamente uma parte urbana que antes estava praticamente desocupada, com poucos moradores, e, por conseqüência, desvalorizada. Ao mesmo tempo, estão estimulando o surgimento de uma nova região com alta densidade populacional, comércio e que, por sua vez, vai exigir a ampliação da infra-estrutura básica como saneamento e asfalto.Outro aspecto relevante: a construção das casas destina-se à remoção de famílias que há anos ocupam a área de fundo de vale nos recantos da Vila Cachoeirinha, sofrendo com inundações e outros transtornos advindos das intempéries, vivendo, atualmente, em condições subumanas.Na parte habitacional, 250 casas das pouco mais de 400 já foram concluídas; está em franco andamento a escola com oito salas de aula, mais o Centro de Educação Infantil Municipal e o Centro de Capacitação e Geração de Renda. Esses três equipamentos comunitários deverão estar prontos dentro de mais trinta dias, segundo o secretário Municipal de Infra-Estrutura, Jorge Hamilton Torraca.Embora os recursos sejam do Habitar Bid, agenciados pelo Governo Federal, a Prefeitura entra com uma contrapartida de aproximadamente R$ 1 milhão contando o custo das áreas. Por enquanto, aproximadamente 80 operários trabalham na construção, sem contar os empregos indiretos e o consumo de materiais.Para obter as verbas para viabilizar esses projetos, a Prefeitura, logo no início de 2001, desenvolveu um grande estudo mesclando os benefícios sociais, ecológicos, econômicos e humanísticos, fruto também de intensas viagens e reuniões do prefeito Laerte Tetila e sua equipe, em Brasília, com representantes do Governo Federal e do BID. Pela primeira vez se desenvolve, em Dourados, um trabalho realmente arrojado visando a remoção de famílias de fundo de vale, cuja área deverá ser cercada para fins de preservação e receberá outros equipamentos ambientais que vão mudar o perfil dessa outra parte do perímetro urbano.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Covid-19 matou 147 indígenas em Mato Grosso do Sul
PANDEMIA
Covid-19 matou 147 indígenas em Mato Grosso do Sul
Hospital do Coração informa: Câncer de cabeça e pescoço é um dos tumores mais frequentes em homens
INFORME PUBLICITÁRIO
Hospital do Coração informa: Câncer de cabeça e pescoço é um dos tumores mais frequentes em homens
Maior presídio de Mato Grosso do Sul retoma visitas presenciais no sábado
DOURADOS
Maior presídio de Mato Grosso do Sul retoma visitas presenciais no sábado
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
Produtos sem documentação escondidos em caminhão de mudança são apreendidos
CONTRABANDO
Produtos sem documentação escondidos em caminhão de mudança são apreendidos
INFORME PUBLICITÁRIO
Sofá Inbox tem aquele presentão para o pai que agrada também toda a família; Confira
VERBA
Cultura publica chamamento no valor de R$ 5,3 milhões para Festival
LEGISLATIVO DE MS
Assembleia retorna hoje com sessões e quatro matérias pautadas
AJUDA
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais um grupo
CORGUINHO 
Homem é flagrado cortando orelhas de cães e diz se tratar de 'simpatia'

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS
DOURADOS
Motorista embriagado foge, causa acidente e termina preso