Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Tribunal de Justiça aprova anteprojeto de lei das taxas cartorárias

20 novembro 2019 - 19h50Por Da Redação

Na sessão desta quarta-feira, dia 20 de novembro, os desembargadores do Órgão Especial do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), aprovaram a proposta de anteprojeto de lei que dispõe sobre a fixação de emolumentos devidos pelos atos praticados pelos serviços notariais e de registro, elaborada pelo Corregedor-Geral de Justiça, Desembargador Sérgio Fernandes Martins.

O presidente do TJ/MS, Desembargador Paschoal Carmello Leandro, encaminhará a proposta agora para a Assembleia Legislativa. Não se pode esquecer que, antes de finalizado, o texto foi amplamente discutido com diversos setores da sociedade por meio de audiência pública, debates, reuniões setorizadas, visando atender ao máximo possível as reivindicações.

A nova proposta estabelece os emolumentos devidos pelos atos praticados por notários e registradores, além de disciplinar os casos de isenção e não incidência, a base de cálculo, a forma de pagamento, a fiscalização e as penalidades por descumprimento dos preceitos estabelecidos.

O projeto foi baseado em estudos aprofundados dos dados e, de acordo com o Corregedor, no estudo foi necessário compatibilizar a remuneração decorrente do exercício da atividade delegada, albergar os interesses da sociedade (impacto para os usuários), as isenções e descontos legais, as gratuidades e a arrecadação aos fundos destinatários, observando os parâmetros estabelecidos na Lei Federal nº 10.169/2000.
 
Dentre os destaques da proposta estão a isenção dos atos relativos a escritura e registro de títulos translativos de domínio de imóveis rurais por meio de políticas públicas que promovam o acesso à terra, compreendendo os beneficiários de programas de reforma agrária ou de assentamentos rurais, programa de crédito fundiário, legitimação de terras quilombolas, perímetros urbanos destinados à agricultura familiar e à exploração agropecuária; redução de 50% dos emolumentos decorrentes da escrituração e seu registro em favor dos beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário, no caso de substituições ou transferências autorizadas pela coordenação do programa, dentro do período de acompanhamento; e isenção dos registros de programa de regularização fundiária urbana e rural – Reurb-S.

Outro ponto importante: o Tribunal de Justiça e os demais órgãos abrem mão de parte de suas receitas (aos últimos cabe apresentar projetos de lei próprios), com a redução, por exemplo, do Funjecc pago pelo usuário nas escrituras com valor declarado.

A proposta também privilegia a modernização ao incluir o pagamento taxas de cartórios com cartão de débito e crédito, inclusive parcelado pelos tabeliães, além da postergação do protesto – quando os emolumentos são pagos pelo devedor, deixando de ser antecipados pelo credor; e a desincorporação de bem do patrimônio da empresa.

Destaque-se que a redução significativa nas taxas referentes a escritura pública com valor declarado e a criação de novas faixas distribui melhor os valores das taxas, de acordo com o valor do imóvel. A partir disso, espera-se uma melhor performance na concorrência dos cartórios de MS com cartórios de estados vizinhos, aumentando substancial e positivamente a procura pelo serviço em território sul-mato-grossense.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Autoavaliação da UFGD está aberta para servidores e acadêmicos
Homem denuncia ameaças de garota de programa trans após troca de mensagens
TINDER
Homem denuncia ameaças de garota de programa trans após troca de mensagens
PONTA PORÃ
Briga por dívida termina com homem ferido a golpes de facão
ECONOMIA
Operação Pátio Zero: mais de 400 motocicletas estão disponíveis em leilão
PF vai às ruas em MS por fraudes em fornecimento de combustíveis à prefeitura
POSTO EXCLUSIVO
PF vai às ruas em MS por fraudes em fornecimento de combustíveis à prefeitura
MEGA-SENA
Aposta única acerta as seis dezenas e leva mais de R$ 3 milhões
TV DOURADOS NEWS
Prestação de contas de candidatos deverão ser realizadas até dia 15 de dezembro
SAÚDE
SES realiza webinário sobre 'Febre Amarela: Humana, Animal e Imunização'
BONITO
Mãe de bebê também morre após carro bater em coqueiro na MS-382
BRASIL
Senado aprova projeto de lei que reformula a Lei de Falências

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia
IMPROBIDADE
Caso de vereador que perdeu mandato em Dourados tem desfecho no STJ