Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

Saúde do homem é destaque em ações realizadas com reeducandos

05 dezembro 2019 - 07h54Por Da Redação

Atenção à saúde do homem foi prioridade durante todo o mês de novembro dentro das unidades penais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). Em alusão à campanha internacional “Novembro Azul”, reeducandos de Mato Grosso do Sul participaram de diversas ações educativas voltadas à prevenção do câncer de próstata e incentivo aos cuidados com a saúde masculina.

O objetivo é conscientizar os custodiados sobre a importância da rotina de exames preventivos e também orientar sobre o acesso aos serviços de saúde. As atividades realizadas foram desde palestras explicativas a atendimento médico especializado e contaram com apoio das Secretarias Municipais de Saúde e colaboradores.

Na Capital, projeto desenvolvido pelo Módulo de Saúde do Complexo Penitenciário abrangeu reeducandos do Centro de Triagem “Anízio Lima”, Presídio de Trânsito (Ptran) e Instituto Penal de Campo Grande (IPCG). Ministrada pelo médico Yuri Aguillera Pedreira, a palestra abordou a importância da prevenção ao câncer de próstata e a necessidade da realização de exames periódicos, além de questões relacionadas à qualidade de vida com foco na influência do tabagismo e da boa alimentação.

Além disso, no IPCG também foram coletadas amostras de sangue para exames de PSA – para verificar a dosagem de uma proteína do sangue (Antígeno Prostático Específico), assim como acompanhamento da frequência cardíaca pelo setor de saúde da unidade, durante uma semana, para avaliar possíveis alterações, as quais são importantes no diagnóstico de problemas cardíacos.

No Centro de Triagem, a ação foi desenvolvida com o apoio do urologista Jamal Mohamed Salem, que além da palestra também disponibilizou aparelho portátil de ultrassonografia para exames preventivos gratuitos nos reeducandos.

Como forma de dar continuidade no tratamento, em caso de alteração, os internos passaram por atendimento médico especializado e foram encaminhados para exames complementares.

Já no Estabelecimento Penal “Jair Ferreira de Carvalho” (EPJFC) – presídio de Segurança Máxima da Capital – uma parceria com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) inseriu a unidade penal na III Semana Estadual de Diretos Humanos. Com o tema “A Interface dos Direitos Humanos com a Saúde do Homem”, a palestra foi apresentada aos internos pelo oncologista Fabrício Colacino Silva, coordenador do Projeto “Ônibus da Saúde”, da Cassems.

Além disso, também foi realizada roda de conversa, sorteio de brindes, divulgado vídeo informativo e ações educativas sobre os cinco eixos que permeiam a saúde do homem: sexualidade, paternidade, exames de rotina, violência urbana (doméstica) e higiene pessoal.

Interior

Considerado o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros, principalmente a partir dos 50 anos e com incidência hereditária, o câncer de próstata fica atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Desta forma, Novembro Azul surgiu como um movimento mundial para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce desse tipo de câncer, que tem cura se detectado precocemente.

As ações de conscientização também foram desenvolvidas nos presídios masculinos do interior. Em Amambai, palestras também abordaram sobre outras doenças prevalentes na população masculina, saúde bucal, sexual e reprodutiva, além de prevenção dos diferentes tipos de violência.

Toda a população carcerária do Estabelecimento Penal Masculino de Coxim realizou testes rápidos para Sífilis e HIV/Aids através de um mutirão, e os internos acima de 50 anos participaram do exame de PSA.

No Estabelecimento penal “Máximo Romero”, em Jardim, os internos tiveram acesso a um atendimento intensivo, com consultas e exames laboratoriais. Assim como uma palestra sobre Saúde do Homem, com o auxílio do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e um especialista em urologia. Além de testes de glicemia, controle e aferição de pressão arterial e a continuidade da imunização contra Hepatite B, Difteria, Tétano e Sarampo.

Em Nova Andradina, as atividades contaram com apoio da enfermeira Simone Marega durante a roda de conversa sobre saúde masculina e os testes rápidos de sífilis, HIV/Aids e Hepatites. A palestra sobre câncer de próstata ficou por conta do médico Thiago Lucas Macedo, e o psicólogo Carlos Augusto Simões tratou sobre saúde mental com os internos.

Já em Três Lagoas, diversos temas foram abordados com internos do regime fechado como: Prevenção do câncer de próstata, com o clínico geral João Antônio de Oliveira e a enfermeira Vanessa Leal Ferreira; uso racional de medicamentos, com o farmacêutico Raimundo Pinheiro da Natividade e o médico Gumercindo Batista; a psiquiatra Carolina Trevizan, juntamente com a psicóloga Maria Cristina Costa e a assistente social Cristiane Raimunda da Silva, falaram sobre Prevenção e controle do tabagismo, assim como Central de Regulação.

Primeiros socorros foi outra temática debatida com reeducandos da Penitenciária de Três Lagoas, com o enfermeiro André Luiz dos Santos e a técnica de enfermagem Nilda Queiros. Já o dentista Hamez Hassan Mahmoud e a técnica de higiene dental Rosângela Lima abordaram a Prevenção ao câncer de boca, além da busca ativa de lesões com potencial cancerizável, orientação do autoexame bucal e distribuição de material educativo.

Já no regime semiaberto, a apresentação sobre saúde bucal ficou com o odontólogo dr. Nabil e a técnica Marcélia Garcia; a psicóloga Cláudia Mariola abordou a questão da autoestima, e a prevenção do câncer de próstata foi o assunto tratado pela enfermeira Mireilly Queiroz. A equipe psicossocial da Colônia Penal Industrial “Paracelso de Lima Vieira Jesus” realizou a roda de conversa para debater ideias preventivas e panfletagem entre os detentos.

Iniciativas como essas foram organizadas pelo Setor Psicossocial de cada presídio, com o apoio dos profissionais de saúde que atuam nas unidades, e também ocorreram em unidades penais de Aquidauana, Caarapó, Dois Irmãos do Buriti, Dourados, Naviraí, Paranaíba.

Todas as ações foram coordenadas pela Diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen, por meio de suas divisões de Saúde, Educação e de Promoção Social.

O diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, destaca que graças ao apoio de inúmeras parcerias firmadas com o sistema penitenciário tem sido possível proporcionar ações de conscientização nas unidades prisionais de todo o Estado. “Reforçar a prevenção de doenças como o câncer, também contribui em economia aos cofres públicos e proporciona mais assistência à saúde da população carcerária, além de aproximá-la das atividades sociais”, finalizou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Posto de saúde diz que materiais estão em dia, "só não tem recebido máscaras cirúrgicas"
POLÍCIA
Casal de São Paulo é preso transportando drogas na BR-163
ARTIGO
Precisamos questionar
NEGÓCIOS & CIA
Agiliza Certificação Digital e Documentos
DOURADOS
Servidores presos por furto de combustível são condenados à perda dos cargos
POLÍCIA
Vítima fica um dia fora de casa e quando volta percebe pertences furtados
ECONOMIA
Microempreendedores individuais não precisarão de alvarás para funcionar
BNH II PLANO
Casa de comerciante é alvo de disparos em Dourados
DOURADOS
Prefeitura pede mais prazo para cumprir ordem judicial e retomar entrega de alimentação escolar
GERAL
Senado Federal aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades