Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Refis estadual segue até março com superdescontos para empresários

16 janeiro 2020 - 07h54Por Da Redação

O Programa de Recuperação de Créditos Fiscais (Refis) do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) está a pleno vapor. Conduzido pela Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), o Refis é uma oportunidade concedida pelo Governo do Mato Grosso do Sul aos empresários em débito com o fisco estadual, para quitar suas dívidas.

Os débitos podem ser pagos em três formas diferentes. A primeira delas à vista, em parcela única, com redução de 95% das multas, punitivas ou moratórias, e de 80% dos juros de mora correspondentes.

A segunda é com duas ou até 60 parcelas, com redução de 80% das multas, punitivas ou moratórias, e de 60% dos juros de mora correspondentes – desde que a parcela tenha o valor mínimo de 10 UFERMS e não seja inferior a 5% do crédito tributário.

O terceiro e último formato para adesão é para grandes devedores, que podem fazer o pagamento dos débitos em até 90 ou 120 parcelas (a depender do valor) e com desconto de 80% sobre multas e 60% sobre juros.

Conforme o secretário Estadual de Fazenda, Felipe Mattos, a expectativa de arrecadação está entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões. Podem participar contribuintes que tenham fatos geradores até 31 de dezembro de 2018, ou seja, débitos referentes a 2019 não entram no Refis.

“Este é um Refis mais agressivo, com redução significativa de juros e multas. Para devedores de grande vulto, com débitos acima de R$ 10 milhões, é possível reparcelamento em até 10 anos, por exemplo. Vale destacar que estar em dia com o fisco permite que, além de regularização tributária, esses contribuintes participem de licitações, processos de compra do Governo e tenham certidão negativa em relação a esses débitos devidos ao Estado”, explicou Mattos.

Os interessados devem procurar a Agência Fazendária (Agenfa) mais próxima ou acessar o site da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz-MS). Já os contribuintes com débitos inscritos em Dívida Ativa que já foram ajuizados deverão se dirigir à Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Além de recompor o caixa, o Refis oportuniza aos contribuintes com débito o pagamento facilitado de pendências tributárias. O secretário destacou ainda que 25% do valor arrecadado será repartido com os municípios, obedecendo o critério do Índice de Participação dos Municípios (IPM).

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Menor ‘guarda’ droga em casa e mãe é presa com o suspeito de ser o dono da mercadoria
PANDEMIA
Do melhor ao pior cenário, projeções indicam queda de até R$ 917 milhões na economia douradense
DOURADOS
Jovem é abordado por desconhecido que leva documentos pessoais, celular e bicicleta
PARANAÍBA
Motociclista morre dois dias após ser atropelado por motorista bêbado
DOURADOS
Tomate e batata mais baratos ajudam a manter preço da cesta básica estável
MS-162
Vítima de acidente morre de parada cardiorrespiratória um dia após ser atendido e liberado
INFORME PUBLICITÁRIO
Tijolo Ecológico: O protagonista do seu projeto
FACÇÃO CRIMINOSA
Gaeco cumpre mandado de prisão em Dourados
TV DOURADOS NEWS
É preciso diminuir o perímetro urbano de Dourados, diz geógrafo Mário Tompes, sobre plano diretor
DOURADOS
Justiça intima Estado e município sobre denúncia de insuficiência de UTIs para pacientes com Covid-19

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano