Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(67) 9860-3221
BOAS PRÁTICAS

Projeto da UEMS ganha 1º lugar em concurso da Itaipu Binacional

19 dezembro 2018 - 19h50Por Da Redação

Um projeto desenvolvido pela unidade de Mundo Novo da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) ganhou o primeiro lugar na categoria Entidades Privadas e Instituições de Ensino, entre mais de 130 projetos de 40 municípios, no 2º Concurso de Boas Práticas - Cidades Sustentáveis, organizado pela Itaipu Binacional e Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, por meio do Programa Cidades Sustentáveis. A divulgação do resultado ocorreu nesta terça-feira (18).

O concurso foi lançado como forma de motivar, incentivar, valorizar e dar visibilidade às boas práticas correlatas aos 12 eixos do Programa Cidades Sustentáveis, desenvolvidas por entidades públicas, privadas e sociedade civil que contribuam para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e metas da Agenda 2030, no Oeste paranaense e Mundo Novo (MS).

A Cerimônia de premiação ocorreu no Centro de Eventos do Balneário de Santa Helena – Paraná na noite desta terça-feira, dia 18 de dezembro. A UEMS esteve representada pelo Professor Jean Rosset. A Comissão julgadora foi constituída pela equipe da Rede Nossa São Paulo e Instituto Ethos, organizadores do Programa Cidades Sustentáveis no Brasil.

Em 2018 estiveram aptos a participar do concurso os municípios lindeiros ao Lago da Itaipu e os demais participantes da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop) que estão envolvidos ativamente no Programa Cidades Sustentáveis e fizeram sua adesão ao Pacto Global (São 54 municípios no total). Foram inscritas 137 boas práticas de 40 municípios.

Os projetos podiam ser inscritos em três categorias: Setor público; Entidades privadas e Instituições de ensino; e Sociedade civil.

Projeto da UEMS de Mundo Novo

O projeto desenvolvido pela UEMS-Mundo Novo é uma parceria com o Poder Judiciário, na qual réus são disponibilizados para a prestação de serviços comunitários.

Para disponibilizar mão de obra, sem onerar o Estado, firmou-se uma parceria com o Poder Judiciário de Mundo Novo/MS, de modo que a UEMS recebesse réus para a prestação de serviços comunitários. Os objetivos do projeto eram melhorar a manutenção dos espaços, dos serviços prestados e oportunizar a comunidade carcerária a execução de reprimendas alternativas na UEMS. Para tanto foram planejadas ações para a implantação da prática de gestão que iniciou em março de 2017.

o do Estado do Paraná que possui grandes e renomadas Instituições de Ensino Superior deve ser motivo de grande orgulho para a comunidade acadêmica da UEMS e também do estado de Mato Grosso do Sul. Agradecemos a todos os envolvidos que apoiam e contribuem com o projeto, em especial a comunidade acadêmica da UEMS, ao Poder Judiciário de MS e aos reeducandos”, destacou.

A mudança da infraestrutura da Unidade é visível e a inovação do projeto vai além da economia na manutenção do prédio, ressaltou Marra. “O resultado qualitativo é à inclusão social, reinserção e ressocialização dos réus. A prática é inovadora, pois apresenta contribuições para a modernização da Gestão Pública, com resultados mensuráveis e positivos para o serviço público e para a sociedade, por meio da incorporação e combinação de novos elementos/mecanismos, provenientes do esforço e do conhecimento de servidores de distintas instituições”, explica Leandro Marra.

Para o Juiz da Comarca de Mundo Novo, Eduardo Floriano de Almeida, o comprometimento da UEMS tem sido o diferencial para o sucesso do projeto, em especial com a inclusão dos reeducando num ambiente universitário contribuindo com fim da pena, através da contraprestação de serviços para a sociedade.

Este é o segundo prêmio que o projeto recebe, uma vez que ficou na honrosa sétima colocação, dentre 41 projetos inscritos no XIII Prêmio Sul Mato-grossense de Inovação na Gestão Pública realizado em novembro deste ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Combate à pandemia mobiliza voluntários em diversas frentes
COVID-19
Barreiras sanitárias abordaram 13,6 mil pessoas em MS
MUNDO
Papa inicia Semana Santa com celebração sem presença de fiéis
COVID-19
Gerente técnico de medicamentos da Vigilância Sanitária alerta sobre riscos da automedicação
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior
DOURADOS
Mais de mil servidores com salários acima de R$ 4,5 mil receberão na segunda
MS
Procuradoria-Geral do Estado mantém seção especial sobre o Covid-19 no site
STJ
Negado pedido de habeas corpus coletivo para todos os presos em grupos de risco do coronavírus
BRASIL
Ministério da Saúde alerta que não pede doação de dinheiro
ESTADO
Detran-MS explica sobre emplacamento em tempo de Coronavírus

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações
ISOLAMENTO
Em 24 horas, apenas uma cidade de MS aparece vermelha no monitoramento do Governo
CORONAVÍRUS
Durante fiscalização, Guarda prende nove pessoas e notifica 60 comércios em Dourados
SUMIÇO
Família procura por jovem que está desaparecida desde a última quarta-feira