Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Prefeitos da região norte querem reavaliar ICMS Ecológico

29 junho 2005 - 12h04

Os prefeitos Moacir Khol, de Coxim, João Baird, Jaraguari, Mário Kruger, de Rio Verde e Obadias de Lana, de Bandeirantes, reuniram-se ontem à tarde com o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, José Elias Moreira, para tratar da distribuição do ICMS Ecológico. Eles pediram uma reavaliação dos critérios técnicos adotados para definir as cotas, assegurando que no ano passado seus municípios teriam sido prejudicados.O ICMS Ecológico corresponde a 5% do total arrecadado com o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e sua distribuição é feita apenas entre os municípios que possuam áreas de proteção ambiental. Mas não é apenas o tamanho da área protegida que influencia na elevação do índice; fatores diversos relacionados ao trato com o meio ambiente são avaliados pelos técnicos no momento de calcular quantos cada município terá direito a receber.Em 2004 o ICMS Ecológico totalizou R$ 21,58 milhões. O município de Jateí conseguiu a maior fatia, com R$ 2,8 milhões, seguido de Alcinópolis com R$ 2,777 milhões. Esses dois municípios abrigam grandes áreas de preservação em seus territórios: os Parques Estaduais das Várzeas do rio Ivinhema e das Nascentes do rio Taquari, respectivamente. Coxim ficou com apenas R$ 4,7 mil, Rio Verde com R$ 6,9 mil, enquanto Jaraguari e Bandeirantes nem figuraram na lista de beneficiados.Em 2005, esses municípios entraram em tempo hábil com processos registrando a criação de áreas de proteção ambiental e atendendo a outras exigências legais para se candidatarem a receber o ICMS Ecológico. Porém, segundo a técnica responsável pelo setor, Ana Cristina dos Santos, foram detectadas algumas pendências que precisam ser regularizadas para incluir essas prefeituras entre a lista de beneficiadas com o ICMS Ecológico. Os prefeitos pediram ao secretário José Elias Moreira que sejam revistos alguns critérios para que haja uma distribuição mais justa dos valores. O secretário garantiu que todos os cuidados serão tomados a fim de que ninguém seja prejudicado e disse que até o fim de julho será divulgada a tabela com os índices provisórios, abrindo um prazo de 30 dias para eventuais contestações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prazo para matricula dos aprovados na 3ª chamada de vestibular termina na segunda
UEMS
Prazo para matricula dos aprovados na 3ª chamada de vestibular termina na segunda
Sorteio define jogos da Terceira Fase da Copa do Brasil; confira
FUTEBOL
Sorteio define jogos da Terceira Fase da Copa do Brasil; confira
Onça-parda é encontrada morta em rodovia de MS
MEIO AMBIENTE
Onça-parda é encontrada morta em rodovia de MS
CPI da Covid vai agendar reuniões com MPE e MPF para apresentar trabalhos
DOURADOS
CPI da Covid vai agendar reuniões com MPE e MPF para apresentar trabalhos
LEVANTAMENTO
Sem orçamento, Censo não será realizado em 2021
FUTEBOL
Paulistão tem São Paulo, Santos e Palmeiras em campo nesta sexta
DOURADOS
Em audiência pública, Câmara começa discutir a LDO para 2022
BRASIL
Bolsonaro inaugura etapa de centro de convenções em Manaus
COMER BEM
Caderno "Comer Bem" gera visibilidade e lucro ao seu negócio
DOURADOS
Alunos da Reme já receberam 4 mil kits alimentação

Mais Lidas

DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
DOURADOS
Jovem confessa 18 tiros, mas diz que idoso morreu antes por enforcamento
IVINHEMA
Polícia encontra mais de 800kg de maconha em casa alugada para o tráfico
DOURADOS
Ladrão invade alojamento do Hospital da Vida e leva pertences de enfermeiras