Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021
(67) 99257-3397
SIDROLÂNDIA

Pedida prisão preventiva de ex-marido que matou professora a pauladas

12 abril 2021 - 21h35Por Da Redação

A Polícia Civil pediu nesta segunda-feira, dia 12 de abril, pela prisão preventiva de Jadir Souza da Silva, de 54 anos, autor do feminicídio contra a professora Telma Ferreira Rabero, de 44 anos, no último sábado (11) em Sidrolândia. Apesar de ainda configurar situação de flagrante, o pedido foi feito devido a ele não ter sido localizado nas buscas desta tarde.

Segundo a delegada Thaís Duarte, da Delegacia de Sidrolândia e responsável pelas investigações, o filho do casal, de apenas 10 anos já foi ouvido, em depoimento especial com o auxílio de uma psicóloga. Quem também já prestou depoimento como testemunha foi a vizinha do casal, que teria escutado os gritos de socorro da vítima.

“Nenhum dos dois relataram histórico de brigas ou agressões. A vizinha disse ter ouvido a vítima pedindo socorro, mas não costumava ouvir discussão entre o casal”, afirma a delegada.

Ainda segundo ela, Jadir não tinha nenhum registro policial por violência doméstica ou ameaças contra a esposa, com quem era casado há mais de 20 anos. Contudo, ele também não possuía nenhum histórico de insanidade mental.

De acordo com o site Midiamax, a última vez que Jadir foi visto, após o feminicídio, teria sido na tarde deste domingo (11), por um caseiro de chácara em Sidrolândia. Ele acionou a Polícia Civil, que começou a fazer buscas na região, na tentativa de localizá-lo. Segundo o caseiro, Jadir estava sentado nas proximidades da Arena de Rodeio José Maurícia Tomazine, comendo uma marmita.

"Ele estava com uma mochila preta grande nas costas, sentado. Era um meio-dia, comendo uma marmita. Como nunca tinha visto ele, eu prestei bem atenção", disse um boiadeiro de 23 anos que informou a polícia sob o suspeito. O crime ocorreu por volta das 20h30 de sábado (10). “Houve uma discussão, porque o casal estava em processo de separação e ele não aceitava”, disse o delegado Daniel Dantas, responsável pelas investigações iniciais.

Na ocasião, Jadir teria arrastado Thelma para o quintal e a agredido até a morte. A perícia constatou que ela levou vários golpes de objeto contundente. Ao lado do corpo foi encontrada uma foice, que pode ter sido usada no crime. O objeto passou por perícia, mas o laudo ainda não foi concluído. Já o carro utilizado na fuga, que seria de uma amiga da professora, já foi entregue de volta à proprietária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Barbosinha pede aumento de repasses do Estado para Funsaud de Dourados
LEGISLATIVO DE MS
Barbosinha pede aumento de repasses do Estado para Funsaud de Dourados
Saúde suspende vacina da AstraZeneca para grávidas em MS
COVID-19
Saúde suspende vacina da AstraZeneca para grávidas em MS
Jovem é preso após furto em pousada
PORTO MURTINHO
Jovem é preso após furto em pousada
Homem é preso transportando cerca de 200 kg de maconha para São Paulo
TRÊS LAGOAS
Homem é preso transportando cerca de 200 kg de maconha para São Paulo
Polícia apreende caminhão com mais de 7 toneladas de maconha
ELDORADO
Polícia apreende caminhão com mais de 7 toneladas de maconha
DOURADOS
Audiência desta terça-feira aponta impactos da reforma na saúde e educação
PANDEMIA
Covid faz mais três vítimas fatais e outros 160 novos casos em Dourados
DOURADOS
Vacinas da Pfizer vão imunizar grávidas e puérperas; diabéticos entram no grupo prioritário
MS
Operação Campo Limpo apreende veículo roubado na Capital
POLÍTICA
Projeto cria novo auxílio de R$ 500 e prevê tributação sobre dividendos

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
INDÁPOLIS
Homem assassinado em distrito sofreu vários golpes de facão e teve mão decepada
DOURADOS
Juiz manda Câmara exonerar nomeados e realizar novo concurso público