Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
FRONTEIRA

Paraguai usa arame farpado para fechar linha entre Pedro Juan e Ponta Porã

25 março 2020 - 21h05Por Da Redação

Com o total bloqueio das fronteiras, militares do exército paraguaio trancaram os acessos para o Brasil nesta quarta-feira, dia 25 de março. Com arame farpado e pneus, a linha internacional que é apenas uma rua que separa a cidade de Ponta Porã, da cidade vizinha, Pedro Juan Caballero, no Paraguai, foi totalmente fechada e está sendo monitorada pelos militares.

Segundo o site Midiamax, o fechamento das fronteiras começou na semana passada, como medida de evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). O Paraguai intensifica a fiscalização nessas áreas, com medidas drásticas para impedir a passagem de estrangeiros, também minimizar o risco de contaminação. O Paraguai chegou a abrir valas na cidade de Ypejhú, na fronteira com o município sul-mato-grossense de Paranhos.

No país vizinho foi adotado toque de recolher nas cidades fronteiriças, das 20 horas da noite às 4 horas da manhã, além disso, o exército fechou rotas de entrada no país, determinou também o fechamento de estabelecimentos comerciais e escolas.

Na fronteira entre Capitan Bado e Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul, está completamente proibida a passagem de brasileiros para o outro lado. O mesmo acontece em Pindoty Porã, na fronteira com Sete Quedas, em Bella Vista Norte, na fronteira com Bela Vista, em Salto del Guaíra, na fronteira com Mundo Novo.

Brasil

O governo brasileiro decidiu pela restrição, excepcional e temporária, da entrada de estrangeiros pelas fronteiras do país. A Portaria nº 125 vale para cidadãos da Argentina, Bolívia, Colômbia, Paraguai, Peru, Suriname, Guiana e Guiana Francesa e vale pelo prazo de quinze dias desde quinta-feira (19). A medida veta a entrada por rodovias ou meios terrestres. Será editada uma Portaria específica em relação às fronteiras terrestres com o Uruguai.

O restrição decorre de recomendação técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e tem como objetivo impedir a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). A medida não se aplica a brasileiros, imigrante com autorização de residência definitiva, ao profissional estrangeiro em missão a serviço de organismo internacional e ao funcionário estrangeiro acreditado junto ao Governo Brasileiro.

Está liberado o tráfego do transporte rodoviário de cargas, o tráfego de residentes de cidades gêmeas com linha de fronteira exclusivamente terrestre, além da execução de ações humanitárias transfronteiriças previamente autorizada pelas autoridades sanitárias. A Portaria é assinada pelos ministros da Casa Civil, Braga Netto; da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro; e da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGRESSOR DE BOLSONARO
STJ mantém Adélio Bispo no presídio federal de Campo Grande
CORUMBÁ
Idosa de 74 anos é flagrada ao levar cocaína para o filho presidiário
FUTEBOL
Grêmio oficializa venda do atacante Everton Cebolinha para o Benfica
MEIO AMBIENTE
Paranaense é multado em R$ 55 mil por desmatamento ilegal de vegetação
JUSTIÇA
Consumidora que não recebeu móveis planejados será indenizada
POLÍCIA
Adolescente morto em Douradina foi atingido com facada no peito
RIO DE JANEIRO
Tribunal Justiça emite mandado de prisão contra Queiroz e esposa
PONTA PORÃ
Homem é executado com tiros na cabeça em calçada na fronteira
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra 1.007 mortes por Covid em 24 horas e ultrapassa 106 mil
POLÍTICA
Senadora Soraya Thronicke garante R$ 800 mil para assistência social

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades