Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
CAPITAL

"Não consegui salvar minha filha": a dor da mãe de criança atacada

13 dezembro 2019 - 06h13Por Campo Grande News

“Eu não consegui salvar minha filha”, lamenta, repetidamente e entre lágrimas, a dona de casa Elenilda Carvalho Moreira, de 31 anos, que na tarde da última quarta-feira, dia 11 de dezembro, viu a filha Eloá Aquino Carvalho, de 3 anos, ser atacada na rua por homem que sofre de esquizofrenia. A menina foi arremessada no chão e teve lesões graves. Na Santa Casa, onde está internada, os médicos já abriram protocolo para confirmar morte encefálica da criança.

Em um esforço sobre-humano, Elenilda tenta pensar logicamente sobre uma situação inexplicável. Ela estava ali, em um ponto de ônibus acompanhada da “Lolô”, como a família chamava Eloá, e de outros dois filhos, um de 5 anos e outro de dois meses, quando o homem se aproximou puxou a menina pelos pés e a arremessou no chão. “Não deu tempo de chorar, nem de gritar mãe”, lembra.

O responsável pela violência sem explicação é Cecílio Martins Centurião Júnior, de 34 anos, diagnosticado com esquizofrenia e que havia sido interditado pela Justiça há 7 anos. “Ele estar preso não vai trazer minha filha de volta, mas pelo menos não vai fazer com outra criança”, afirma Elenida.

A mãe não consegue evitar o pensamento sobre como poderia ter evitado aquilo, mas não encontra respostas. Diz pensar, também, se a menina estava bagunçando ou fazendo algo que pudesse incomodar alguém, mas não. Lolô “estava sentadinha com o irmão dela”.

Depois de a menina ter sido levada para o hospital este mesmo foi um dos primeiros a ser avisados sobre o estado grave de Eloá. “Ele viu tudo. Estava em pânico e eu tive que chegar e contar”.

O relatos que fez aos filhos foi exatamente iguail aquele ouvido pouco antes de profissionais da Santa Casa. “Eles não queriam falar logo comigo, mas eu disse sou forte. Ela é minha filha. Carreguei ela por nove meses”.

A Eleá é “inteligente, tão saudável, que dava bom dia para os vizinhos, brincava com os cachorros e falava toda hora ‘mãe, tô com fome’, diz Elenilda, lembrando ainda do sonho com Lolô nesta noite. “Sonhei que ela estava machucada. Minha filha também sonhou com ela com vestido branco”.

Elenilda atribui aos outros filhos o fato de ainda ter forças para não “desabar”, mas percebe o corpo gritando que algo não está bem. “Meu leite está secando”, lamenta, lembrando da amamentação do filho caçula de dois meses. “É nervoso”.

E quando volta a pensar em Eloá as lágrimas voltam a escorrer. “É muito triste o jeito que tiraram minha filha. Muito triste”, diz.

Cecilio Martins Centurião Junior, de 34 anos, foi preso na manhã da quarta-feira (11) após retirar uma criança de 3 anos do carrinho de bebê que a mãe guiava, levantar e arremessar a menina de cabeça ao chão.

Ele seria encaminhado para a ala psiquiátrica do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, na saída Para Três Lagoas. Por enquanto, responde por tentativa de homicídio qualificado por recurso que dificultou a defesa da vítima.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Passageiro de ônibus é preso com mala 'recheada' de cocaína
TV DOURADOS NEWS
Professor Leandro Carlos fala sobre gestão e projetos sociais ligados ao esporte
SEGURANÇA
MS investe R$ 5,4 milhões em munições para as Polícias Civil e Militar
CAPITAL
Homem morre após colisão entre motocicleta e veículo
AUXÍLIO
Caixa paga nova parcela a 9,4 milhões de beneficiários nesta segunda
Trecho interditado da BR-262 é totalmente liberado após 7 horas
CAPITAN BADO
Ataque de pistoleiros a veículo deixa dois mortos na fronteira
TEMPO
Segunda-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
PREVENÇÃO
Bombas flutuantes são ativadas para garantir abastecimento de água em Corumbá
ECONOMIA
Economistas defendem investimentos públicos e taxação de ricos

Mais Lidas

ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete
POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
DEODÁPOLIS
Homem morre ao bater moto de frente com caminhonete da patroa