domingo, 05 de dezembro de 2021
Dourados
36°max
23°min
Campo Grande
33°max
23°min
Três Lagoas
38°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
LEVANTAMENTO

MS tem 805 mil empregados; 9° maior percentual de registros em carteira do país

27 novembro 2020 - 17h05Por Gizele Almeida

Com 805 mil pessoas empregadas, Mato Grosso do Sul conta com o 9° maior percentual de trabalhadores com carteira assinada do país. Os dados foram divulgados por meio da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), nesta sexta-feira (27), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 
Deste total, 525 mil pessoas estão empregadas no setor privado, 405 mil com carteira assinada e 119 mil sem carteira. 

O percentual de empregados com carteira de trabalho assinada era de 77,1% do total de empregados no setor privado. É o 9º maior percentual entre os estados do país, e ligeiramente acima da média nacional que, nesse trimestre, foi de 76,5%. 

Os maiores percentuais foram registrados em Santa Catarina (90,5%), Paraná (85,1%), Rio Grande do Sul (84,3%) e São Paulo (82,3%), Rio de Janeiro (81,8%), Distrito Federal (80,8%), Mato Grosso (79,4%) e Espírito Santo (77,8%). 

Já os menores percentuais foram registrados no Piauí (54,1%), Pará (53,9%) e Maranhão (51,3%).

O IBGE mostra que em comparação ao 2º trimestre de 2020, dos empregados do setor privado das pessoas com 14 anos ou mais ocupadas, houve sutil crescimento tanto entre os empregados com carteira como os sem carteira. 

A variação teve aumento de 1,3% entre as pessoas com carteira, e de queda de 2,6% entre as pessoas sem carteira.

Em relação ao setor público, analisando a variação entre o 3º trimestre de 2020 e 2º trimestre de 2020, houve queda entre as pessoas com carteira e aumento entre as sem carteira assinada. Dentre as pessoas com carteira houve queda de 41,2%, e elevação de 14% nas pessoas sem carteira.

O trabalhador doméstico com carteira, manteve-se estável com porcentagem de 25,0%, a mesma do trimestre anterior, e, invertendo a lógica, os trabalhadores domésticos sem carteira tiveram leve aumento de 1,6% na comparação entre o 2º trimestre de 2020.

Rendimento médio

O levantamento mostra ainda que o no terceiro trimestre de 2020, o rendimento médio real de todos os trabalhos ficou em R$ 2.536,00, considerado estável devido à variação de 1,3% em relação ao trimestre anterior (R$ 2.503,00) e 6,8% em relação ao mesmo trimestre de 2019 (R$ 2.375,00). O valor fica abaixo do rendimento médio nacional que é de R$ 2.554,00. 

Entre os estados do país, MS tem o 7º maior rendimento médio. O maior foi registrado no DF, com R$ 4.268,00. O menor, no MA, com R$ 1.408,00. 

Informalidade

A taxa de informalidade para MS ficou em 36,6% da população ocupada, apresentando uma queda de 0,3 p.p em relação ao trimestre anterior (36,9%). Em números absolutos são 428 mil trabalhadores nesta situação no terceiro trimestre, frente os 430 mil no segundo trimestre. A taxa de informalidade no Brasil foi de 38,4%. Entre as unidades da federação, o estado tem a 7º menor taxa de informalidade. 

As maiores taxas foram registradas no Pará (60,9%) e Maranhão (58,8%) e as menores em Santa Catarina (26,9%) e Distrito Federal (28,6%).


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caravana da Saúde começa em Fátima do Sul com 110 cirurgias
REGIÃO

Caravana da Saúde começa em Fátima do Sul com 110 cirurgias

GUIA LOPES

Motociclista fica em estado gravíssimo após colidir com ambulância

Brasil se classifica para segunda fase do Mundial feminino de handebol
ESPORTE

Brasil se classifica para segunda fase do Mundial feminino de handebol

MS acumula 37,2 mil empregos criados com carteira assinada em 2021
EMPREGO

MS acumula 37,2 mil empregos criados com carteira assinada em 2021

Ramon, do Flamengo, nega ter bebido antes de acidente que matou ciclista
TRÂNSITO

Ramon, do Flamengo, nega ter bebido antes de acidente que matou ciclista

COMPETIÇÃO

OMT lança concurso mundial para startups de turismo gastronômico

JUDICIÁRIO

Provas do processo seletivo de juízes leigos serão neste domingo

REGIÃO

Gestante é presa em residência que funcionava como "boca de fumo"

TAXA

CAE deve votar na terça-feira projeto com alternativas para conter alta dos combustíveis

REGIÃO

Mulher é flagrada carregando drogas enquanto viajava com filho de 4 anos

Mais Lidas

DOURADOS

Vídeo mostra jovem deitando em rua antes de acidente

DOURADOS

Homem morre atropelado no Jardim Piratininga e motorista foge do local

DOURADOS

Jovem estava deitado na rua e motorista de caminhão disse que não percebeu atropelamento

TRAGÉDIA

Trabalhador morre após queda de laje em Dourados