Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
(67) 99659-5905
CAPITAL

Menina de 14 anos está internada em UPA com suspeita de sarampo

16 setembro 2019 - 20h20Por Da redação

Uma adolescente de 14 anos está internada desde o último sábado, dia 14 de setembro, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, em Campo Grande, com suspeita de sarampo. Com manchas no corpo, febre, feridas na boca e conjuntivite, a menina está isolada em uma sala da unidade de saúde desde domingo (15).

Se a suspeita de sarampo se confirmar, será o primeiro caso no Estado com transmissão local, já que os parentes afirmam que ela não viajou recentemente, como aconteceu com as outras duas pessoas que tiveram a doença confirmada no Estado. Um bebê de 10 meses, de Campo Grande, e um morador de Três Lagoas, de 52 anos, foram diagnosticados com sarampo, contraído em São Paulo, onde foram passear. Em todos os casos, foi feito o chamado bloqueio vacinal, imunização de quem teve contato com os pacientes e ainda não tomou vacina.

A tia da adolescente, Veruska Miranda Félles, 31 anos, supervisora de rodovia no Rio Grande do Sul, conta que veio passear no Estado e encontrou a situação. Ela reclama do tratamento dado à adolescente. Diz que precisou “dar um show” na UPA para conseguir alguma melhora no atendimento.

Segundo ela, a paciente chegou a ficar várias horas em uma maca sem lençou e, apesar de a pressão arterial estar a apenas 9 por 5, nenhum procedimento foi adotado além de colocá-la na “sala improvisada”, onde está tomando soro. Pelas imagens recebidas, trata-se de consultório adaptado para funcionar como isolamento.

O que diz a Sesau - O coordenador de Urgência da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), Yama Higa, informou que já foram feitos testes para saber se é um caso de sarampo. Segundo ele, a primeira avaliação clínica detectou sintomas da doença. A segunda, feita por médico infectologista, não aponta para a doença.

As manchas no corpo parecem mais com catapora, enfermidade que também exige isolamento. Yama confirmou que essa é uma suspeita, mas é necessário esperar os exames para descartar de vez o sarampo,

Sobre o local onde a menina está internada, a explicação é de que a unidade passa por reforma, para ser submetida a uma requalificação pelo Ministério da Saúde e por isso precisou ser usado o consultório pois algumas alas não estão sendo usadas.

Com informações do site Campo Grande News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Entregadores de aplicativos pedem legislação específica para categoria
MATO GROSSO DO SUL
Loja deve indenizar por forçar pagamento de produto não adquirido
CAMPO GRANDE
Exército Brasileiro realiza controle de fluxo e aferição de temperatura no HRMS
POLÍCIA
DNA revela que preso em São Paulo é autor de estupro em MS
SAÚDE
MPF ajuíza ação pedindo atendimento para indígenas residentes em áreas urbanas
REGIÃO
PMA flagra trio por pesca ilegal no rio Paraná
MATO GROSSO DO SUL
Hospitais terão que informar Secretaria sobre situação de internações por Covid-19
LEGISLATIVO DE MS
Aprovada utilização de Libras nos programas da rede pública de TV
ECONOMIA
Dólar fecha em queda com exterior e dados de varejo
DESMATAMENTO
Gaúcho leva multa de R$ 33 mil por crime ambiental praticado em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Acusado de matar secretário pode ter tido surto de esquizofrenia
BR-163
Casal que morreu ao bater em carreta morava em Campo Grande
PANDEMIA
Dourados confirma mais três óbitos por coronavírus e ultrapassa 3 mil casos
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados