Menu
Busca domingo, 28 de novembro de 2021
Dourados
34°max
19°min
Campo Grande
32°max
21°min
Três Lagoas
36°max
21°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
CULTURA

Livro sul-mato-grossense é um dos finalistas do Prêmio Jabuti

24 outubro 2020 - 18h40Por Portal/MS

Publicado com o patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais, o FIC-MS, da Fundação de Cultura do Estado (FCMS), Itukeovo Terenoe é um dos dez finalistas do Prêmio Jabuti 2020. Trata-se de uma coletânea em quatro volumes produzidos por professores terenas de Miranda e organizados pela doutora em linguística Denise Silva.

Nascida em Miranda, Silva participou da implantação das escolas indígenas do município em 2000 e desde então dedicou-se à pesquisa da língua e da cultura indígenas em seu doutorado e pós-doutorado, quando capacitou professores terena com o objetivo de inserir a língua e a cultura desse povo no currículo escolar. Posteriormente, esses professores produziram os textos que compõem a coletânea, um projeto pioneiro que conquistou a Moção de Aplausos do Prêmio Rodrigo Mello De Freitas 2019, do Ipham. “É um material que é conhecido em todo o território nacional como referência na área de ensino de línguas indígenas”, afirma Silva.

Segundo a professora, o anuncio de Itukeovo Terenoe como um dos dez finalistas da 62ª edição do Prêmio Jabuti foi recebido com muita emoção pelos terena de Miranda que, este ano, perderam um dos autores da obra, Anésio Alfredo Pinto, que foi vitimado pela Covid-19 aos 65 anos. “Nesse momento de pandemia, em que a gente vem perdendo tantos idosos indígenas, esse material se torna mais relevante ainda, porque na sociedade indígena, o conhecimento está presente na memória dos mais velhos”, esclarece Silva, que considera o livro um dos legados de Anésio.

A pedagoga também destaca a importância de editais como o FIC na produção de trabalhos relevantes para a educação e para a preservação e divulgação da cultura local. “É um trabalho que já vinha sendo desenvolvido ao longo dos anos, mas sua materialização, com o formato em livro, com box, que é algo inédito na língua indígena brasileira, só foi possível com o apoio financeiro do Fundo de Investimentos Culturais do Estado de Mato Grosso do Sul”.

No total, foram 6 mil exemplares impressos com a ajuda do FIC, distribuídos nas escolas de Miranda e de outros municípios do Estado e do país onde há a presença de povos originários. Um dos maiores prêmios de Literatura do país, o resultado da 62º edição do Jabuti será divulgado no dia 26 de novembro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Palmeiras é tricampeão da Copa Libertadores da América
FUTEBOL
Palmeiras é tricampeão da Copa Libertadores da América
PANDEMIA
Alemanha e Itália confirmam casos e variante 'ômicron' da Covid-19 é detectada em 9 países
POLÍCIA
Mulher é espancada por filho após se recusar a dar R$ 5 mil
ECONOMIA
Feirão 'Limpa Nome' tem negociações até dia 6 por whats app e aplicativo
ECONOMIA
Família que tiver aumento de renda permanece no Auxílio Brasil
POLÍCIA
Homem é executado com sete tiros após sair de bar
POLÍCIA
Jovem aciona a polícia após homem tentar beijá-la à força em entrevista de emprego
PANDEMIA
Países europeus identificam casos da variante Ômicron da Covid-19
BRASIL
Cerca de 85 mil beneficiários de auxílio-doença podem ficar sem pagamento do INSS
POLÍCIA
Adolescentes são detidos após serem flagrados com motocicleta furtada

Mais Lidas

AÇÃO CONJUNTA
Dourados terá operação 'Lei Seca' para conter bebedeira no trânsito após final da Libertadores
DOURADOS
Foragido da Justiça há quase três décadas é preso nas proximidades da UPA
DOURADOS
Homem invade residência da ex, agride jovens com garrafa e acaba preso
TRAGÉDIA
Acidente mata bebê de oito meses e deixa sete pessoas feridas na região de fronteira