Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
POLÍTICA

Governador lança campanha pela paz e destaca “despertar contra violência”

04 dezembro 2019 - 17h35Por Da Redação

A união dos povos e religiões pelo combate a violência. Esse é o objetivo da campanha MS Unido Paz nas Famílias, lançada nesta quarta-feira, dia 04 de dezembro, pelo governador Reinaldo Azambuja, que fez um alerta para a necessidade do engajamento da sociedade contra todos os tipos de violência que atingem crianças, adolescentes, mulheres, idosos e pessoas com deficiência.

“A sociedade precisa despertar que a violência não é normal. O objetivo de nós criarmos uma campanha e conclamarmos todas as religiões, é levar para dentro das igrejas, do culto, da missa, das sessões, principalmente essa pregação de que nós podemos ter paz dentro das famílias no Mato Grosso do Sul”, destacou o governador.

Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apontam 1.206 feminicídios registrados no Brasil em 2018, sendo que em 88,8% dos casos o autor foi companheiro ou ex-companheiro. A cada 2 minutos foi registrado um boletim de ocorrência por violência doméstica. Por lesão corporal dolosa, foram 263.067 ocorrências, e dos registros de violência sexual, 82% das vítimas são mulheres, sendo mais da metade com menos de 13 anos.

O envolvimento de lideranças religiosas na campanha MS Unido Paz nas Famílias será fundamental no processo de ampliação do debate e na disseminação de informações relacionadas a legislação, tipos de crimes, políticas de prevenção e combate, canais de denúncia e locais de acolhimento.

Dentre os grupos religiosos representados no lançamento estão: Dom Mariano, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Campo Grande; Jerson Jacques, representante da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; Babá Arabá Frank, representando as Religiões de Matrizes Africanas; Darlene Cavalcante, da Federação Espirita de MS; Pastor Ronaldo Batista, presidente do Conselho de Pastores de Campo Grande. 

Também estiveram presentes a primeira dama do estado, Fátima Azambuja, a secretaria de Cidadania, Luciana Azambuja; a secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia Nobre; secretario de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; diretor presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda; delegada adjunta da Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher, Sueli Araújo. 

Além do deputado estadual Herculano Borges, os vereadores Pastor Jeremias, Fritz, e Enfermeira Cida Amaral; a promotora de justiça, Fabrícia Barbosa; o desembargador do TRF 24° região, Nery Azambuja; Josias Jordão Ramires, cacique da comunidade indígena Marçal de Souza; Alicinta Terena, cacique da comunidade indígena Aldeia Água Bonita; Arthur Koga, da Associação Pestalozzi; entre outras autoridades do estado e municípios. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
TRAGÉDIA
Ciclista morre após ser atropelado por carro na Avenida Marcelino Pires
INFORMAÇÃO
Especialista recomenda prazo de adaptação à Lei de Proteção de Dados
PANDEMIA
Rio de Janeiro registra 10.667 mortes por coronavírus
CAMPO GRANDE
Moradores da Capital realizam ação solidária e arregacam 1t de alimentos
ESPORTES
Flamengo vence com tranquilidade e se aproxima do título estadual
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
LUTO
Martha Rocha, 1ª Miss Brasil, morre em Niterói, no Rio de Janeiro
PANDEMIA
Brasil chega a 1,6 milhão de casos confirmados de coronavírus
ECONOMIA
Pesquisa mostra potencial para a expansão do home office

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta