Menu
Busca sexta, 26 de novembro de 2021
Dourados
32°max
21°min
Campo Grande
31°max
21°min
Três Lagoas
32°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DECISÃO

Dono de veículo com irregularidade no gravame será indenizado por danos morais

22 outubro 2020 - 16h54Por Da redação

Sentença proferida pela 4ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos de Campo Grande julgou parcialmente procedente a ação movida por um proprietário de veículo em face do Estado de MS, o qual foi condenado a declarar a nulidade do ato administrativo de lançamento da restrição de crime de apropriação indébita relacionada ao veículo de propriedade do autor, além do pagamento de indenização de R$ 8 mil por danos morais.

O autor ingressou com a ação objetivando a nulidade do ato administrativo, alegando ser legítimo proprietário do veículo Fiat Uno Mille, o qual estaria com restrição indevida junto ao Detran-MS, impedindo a alienação do bem. Acrescentou que obteve a informação junto ao órgão de que o veículo seria objeto de crime de apropriação indébita e, ao consultar o fato na delegacia de polícia, veio a saber que se tratava de um erro, pois a ocorrência se relacionava a outro veículo, com placas distintas.

Alegou assim que o Detran-MS agira com desídia ao relacionar veículo diverso no registro do gravame e que, apesar de várias tentativas, não houve solução administrativa, tendo sofrido danos materiais e morais em decorrência dos fatos.

Em contestação, o Estado de MS argumenta que os fatos teriam ocorrido dentro de uma agência do Detran e que o equívoco derivou de um erro material no registro do automóvel, em razão da semelhança entre as placas, o que seria incapaz de gerar danos.

Afirmou ainda que a alegada venda do carro representaria uma mera hipótese, com uma possível compradora, não sendo suficiente para configurar os danos materiais aventados, que poderia realizar a venda posteriormente, sem depreciação no preço.

Para o juiz Marcelo Andrade Campos Silva, a ilegalidade do gravame está devidamente comprovada nos autos, pois o fato que originou a restrição no veículo do autor tem relação na notícia crime tratada em boletim de ocorrências relacionado a um veículo Gol.

“Portanto, não há dúvidas de que a restrição no prontuário do veículo do autor não deve permanecer, haja vista a ausência de justo motivo que a autorize, uma vez que a causa ensejadora do gravame em comento, consoante já salientado, refere-se a veículo diverso (com suspeita de apropriação indébita), que não o veículo do requerente”, complementa o magistrado.

O magistrado destacou que “o ato administrativo em exame, por via de consequência, deve ser declarado nulo, posto que ilegítima a restrição lançada em relação ao veículo de propriedade do autor”.

Com relação à indenização, o juiz citou a responsabilidade civil do Estado prevista pela Constituição, independente de culpa ou dolo, sendo o ente público responsável pelos danos causados por seus agentes.

Todavia, com relação aos danos materiais, o magistrado julgou improcedente o pedido, pois para o juiz não há provas suficientes que a conduta do réu tenha culminado nos danos materiais apontados pelo autor. Afirma que, apesar da desistência dos compradores, o veículo permaneceu com o autor, ou seja, não sofreu o prejuízo alegado pela não concretização da transação.

Já com relação ao dano moral, o entendimento do magistrado é de que o pedido procede, “seja pela restrição indevida que relacionou o veículo do autor à suspeita de ilícito penal de apropriação indébita, seja pelas consequências que frustrou a venda do bem, em razão da existência do mesmo gravame”.

Por fim, o magistrado disse que o réu, “no exercício de suas atividades através de seus órgãos e agentes públicos, assume o risco de produzir o evento danoso, pois a segurança, a fiscalização e a autenticidade de seus atos constituem atos corriqueiros da própria atividade pública e o caso em tela demonstra evidente violação do dever de cuidado”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Resgatados do tribunal do PCC seriam assassinados por morte de amiga
MUNDO EM ALERTA
Brasil fechará fronteiras para seis países da África a partir de segunda
CORUMBÁ
Policial militar morre após colidir motocicleta contra carro
COVID-19
PGR pede ao STF 10 providências com base em relatório da CPI
GAMELEIRA
Preso é ameaçado após acusações de integrar o Comando Vermelho
LESÕES NA PELE
Estudo associa surto de sarna ao uso indiscriminado de ivermectina
Vítima de homicídio não pode ser sepultada por falta de documento
CULTURA
Mostra Audiovisual de Dourados anuncia vencedores das categorias
CAPITAL
Ferido com tiro na boca por PRF está na área vermelha de hospital
JUDICIÁRIO
2ª Turma do STF derruba bloqueio de bens de Lula pela Lava Jato

Mais Lidas

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Jovem é preso após manter relacionamento com menina de 11 anos em Dourados
DOURADOS
Menina diz que mantinha relações sexuais com acusado de estupro desde os 10 anos
CANIS E URANO
PF deflagra operações com alvos em comum e cumpre mandados em Dourados
DOURADOS
TJ revoga ordem para policial pagar pensão à família de homem que matou no cinema