Menu
Busca segunda, 06 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Delcídio discute unidade de prevenção do câncer em Nova Andradina

20 março 2013 - 11h37

O senador Delcídio do Amaral( PT/MS), acompanhado do diretor financeiro do Hospital de Câncer de Barretos, no interior de São Paulo, Boian Petrov, e da administradora Regina Paschoal, foi recebido em audiência pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para discutir os detalhes do projeto de implantação da unidade de prevenção do câncer em Nova Andradina, que atenderá aos moradores de dezenas de municípios sul-mato-grossenses.

“Viemos solicitar a liberação da verba necessária à compra de equipamentos, no total de R$ 6 milhões, e mais R$ 3,9 milhões para a construção do prédio. O terreno já foi doado pela prefeitura, com a aprovação da Câmara de Vereadores. Falta apenas a chegada do dinheiro para dar início a obra o mais rápido possível”, explicou o senador, autor da emenda que viabilizou os recursos, já previstos no Orçamento Geral da União. O centro será construído pela equipe do Hospital de Câncer de Barretos.

De acordo com Delcídio, o Hospital de Barretos – referência no tratamento do câncer no Brasil - realizou estudos e concluiu que Nova Andradina situa-se numa posição estratégica para servir de base a um sistema integrado, que contará com um centro de diagnóstico, prevenção e tratamento. Os pacientes que vierem do Vale do Ivinhema, do Bolsão e da Grande Dourados serão atendidos inicialmente em Nova Andradina. Aqueles que precisarem de um tratamento de menor complexidade serão levados para Campo Grande, onde vai ser construída outra unidade, também sob a supervisão de Barretos. Os casos de maior complexidade serão transferidos para o Hospital de Barretos.

“Isso é muito importante porque proporcionará mais conforto aos pacientes que tratam o câncer em Mato Grosso do Sul, reduzindo distancias e o sofrimento dos portadores da doença e seu familiares.

###Paranaíba
Delcídio levou também ao ministro Padilha uma comitiva encabeçada pelo secretário de saúde de Paranaíba, Luciano da Silva , e integrada por técnicos da prefeitura, que está pleiteando R$ 3 milhões para investimentos em saúde na região.

“Queremos construir uma sede para a Vigilância em Saúde e outra para a central de ambulâncias, além de aumentar o teto de recursos repassados pelo SUS para procedimentos de alta complexidade”, explicou o secretário. Os recursos devem ser liberados até meados do ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Família de vítima de disparo de arma de fogo será indenizada
POLÍTICA
Mandetta continua no governo com apoio de militares e da cúpula do Congresso
ANASTÁCIO
Jovem morre após bate motocicleta em trator na rodovia MS-170
CORONAVÍRUS
Agepen recebe doação de álcool 70 para trabalho dos servidores nos presídios de MS
INDÚSTRIA
BRF diz que unidade de aves de Dourados está autorizada a exportar para a China
CAPITAL
Homem mata vizinho a facadas após discutir sobre limpeza de vila de casas
COVID-19
Saúde confirma segunda morte por coronavírus em MS
CORONAVÍRUS
Comitê pede cuidados básicos ao projetar aumento de fluxo nas ruas de Dourados
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda após seis altas seguidas
INTERIOR DE SP
Idoso que desembarcaria em MS morre com suspeita de coronavírus

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior