quinta, 19 de maio de 2022
Dourados
18°max
min
Campo Grande
17°max
min
Três Lagoas
21°max
min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
EDUCAÇÃO

Curso de Medicina é reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação

10 setembro 2020 - 21h50Por Da Redação

Nesta quarta-feira, dia 09 de setembro, foi publicada, no Diário Oficial do Estado, a Deliberação nº11.984, do Conselho Estadual de Educação, reconhecendo o Curso de Bacharelado em Medicina, da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Para a presidente do Came (Centro Acadêmico de Medicina Estadual), Carolina Molina Max, esse reconhecimento significa a concretização dos esforços do discentes e docentes para construção do curso de Medicina, possibilitando a continuidade dos trabalhos para formação de médicos capacitados para atender a população com qualidade. “O reconhecimento do curso de Medicina da UEMS pelo CEE, ainda que temporário por 2 anos, é muito importante para nós, pois mostra que há condições de formar profissionais bem qualificados para o mercado de trabalho. Isso também consolida, qualifica e reconhece o curso nacionalmente, dando suporte aos formandos para realizarem concursos públicos e provas de residência com um diploma certificado”, afirmou Carolina, acadêmica do terceiro ano do curso.

O Gerente da unidade universitária da UEMS de Campo Grande, professor Djanires Neto, também acredita que o reconhecimento do curso de Medicina em Campo Grande representa o esforço coletivo em prol da qualidade do Ensino Superior oferecido à sociedade. Para ele, essa conquista é fruto da integração de toda a equipe pedagógica, administrativa, discente, docente, da gestão superior da nossa UEMS, além da articulação com as organizações parceiras. “Com esse reconhecimento os estudantes do curso de Medicina poderão exercer sua profissão de alta relevância humana em prol da saúde coletiva e de amor ao próximo”, disse o professor Neto.

Criado em 2015, o curso é sediado na Unidade de Campo Grande e possui hoje 280 alunos em seis turmas. Sua estruturação é baseada em Módulos Temáticos construídos coletivamente, tendo o estudante “como sujeito da aprendizagem e apoiado no professor como facilitador e mediador do processo”, valendo-se das metodologias ativas de aprendizagem, particularmente a aprendizagem baseada em problemas e a problematização.

Entre as características da formação do curso de Medicina da UEMS, está a atuação em contextos diferenciados, valorizando sempre as necessidades de saúde da população e seus valores éticos e culturais. Segundo o coordenador do curso, professor Fábio Barreto, o reconhecimento pelo CEE ratifica a qualidade do curso de Medicina da UEMS. “O curso recebe visitas periódicas de um comissão do CEE, que verifica laboratórios, estágios práticos, procedimentos de avaliação e outras situações que analisam a qualidade da formação”, explica o professor Fábio Barreto.

Fábio Barreto ainda ressalta que esse reconhecimento é muito bem-vindo, pois garante a formatura dessa e da próxima turma de médicos. A primeira turma irá concluir o curso neste ano de 2020, já formando médicos que passaram pelo processo de formação inserido na comunidade e no Sistema Único de Saúde.

A vice-reitora da UEMS, professora Celi Correa Neres parabenizou a coordenação do curso, o corpo docente e todos os envolvidos nesse processo de reconhecimento. “Temos que agradecer à presidência do Conselho Estadual de Educação e todos do plenário, por entender que esse reconhecimento seria fundamental para o curso. Temos agora em 2020, o curso de Medicina formando a sua primeira turma, que é para nossa Universidade, o motivo de grande felicidade, de grande orgulho, porque estamos entregando à sociedade sul-mato-grossense médicos para o sistema de saúde que tanto necessita”, lembrou a professor Celi Correa Neres.

Como representante da UEMS no Conselho Estadual de Educação, a vice-Reitora, professora Celi Correa Neres foi atuante no processo de reconhecimento do curso, segundo o professor Fábio Barreto. “Temos que agradecer a toda a articulação e discussão que envolveu essa Deliberação. Agradecemos ao nosso Reitor, professor Laércio e principalmente às professoras Celi Correa e Eliza Cesco”, disse o professor Fábio.

O reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho, ressalta a importância dessa conquista e atribui o Reconhecimento emitido pelo CEE/MS ao trabalho conjunto de toda a comunidade acadêmica da Universidade: professores, técnicos e acadêmicos do curso de Medicina. "Esse avanço consolida o curso e, também, toda a Universidade, pois impulsiona a articulação junto às diversas Prefeituras do Estado, com a entrega de profissionais que, antes mesmo de formados, vem atuando nos sistemas de saúde pública", afirma Laércio.

De acordo com Laércio, essa conquista representa o fortalecimento da Graduação ofertada pela UEMS. "Devo destacar o empenho do Governo do Estado que contribuiu com a aquisição de materiais, itens de laboratório e contratação de docentes para o curso de Medicina. Estes critérios foram avaliados pelo CEE/MS", finaliza o reitor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO

Agente penitenciário preso em operação contra o PCC é demitido

LEI SECA

Fux vota pela manutenção de multa a motorista que recusa bafômetro

Polícia encontra mais de meia tonelada de maconha em milharal
PONTA PORÃ

Polícia encontra mais de meia tonelada de maconha em milharal

BENEFÍCIO

Bolsonaro sanciona Auxílio Brasil com valor mínimo de R$ 400

TRÊS LAGOAS

Mulher tenta matar namorado após ele tentar terminar relação

UFGD

Mostra Radioteatro Experience acontece sábado em Dourados

CAMPO GRANDE

Madeireira é lacrada após denúncias de carga ilegal de madeira

ELEIÇÕES 2022

Após reunião, partidos da 3ª via adiam anúncio de candidato único

GERAL

Após denúncia Procon encontra alimentos vencidos em supermercado

ESTATAL DE ENERGIA

TCU autoriza venda da Eletrobras, a 1ª grande privatização de Bolsonaro

Mais Lidas

PEDRO JUAN CABALLERO

Dupla é executada em pátio de posto de combustíveis

IDENTIFICADO E PRESO

Quarto envolvido em roubo de joalheria saiu de Dourados para dar apoio aos assaltantes

DOURADOS 

Jovens presos por tráfico vendiam drogas para público universitário

FRONTEIRA

Prefeito de Pedro Juan é alvo de atentado a tiros