Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Corumbá é o único município do MS no PAC das Cidades Históricas

30 janeiro 2013 - 17h00




Corumbá é o único município sul-mato-grossense habilitado pelo governo federal para receber recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas, que este ano vai beneficiar 44 cidades de diferentes regiões do país. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 30 de janeiro, em Brasília, durante reunião no Ministério do Planejamento com o senador Delcídio do Amaral (PT/MS), o prefeito Paulo Duarte (PT), a ministra Miriam Belchior, a ministra da Cultura, Marta Suplicy , a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Jurema Machado e a presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Maria Clara Scardini.


“ Essa é uma grande vitória para Corumbá e todo o Mato Grosso do Sul, a qual creditamos à excelente sintonia que o meu mandato tem com o senador Delcídio e o governo federal ”, comemorou Duarte.


“A prefeitura vai ter acesso a um programa que só este ano disponibiliza R$ 1 bilhão para investimentos na recuperação de prédios públicos de comprovado valor histórico e cultural. Já estamos trabalhando junto com a Superintendência do IPHAN em Mato Grosso do Sul para concluir o levantamento das nossas necessidades e apresentar as propostas no próximo dia 19 em uma nova reunião aqui em Brasília. Depois, voltamos no dia 3 de março para um outro encontro na sede do IPHAN onde vamos debater os projetos”, antecipou o prefeito.


O senador disse que a importância da história de Corumbá para o Brasil foi fundamental para a decisão do governo de incluí-la no PAC das Cidades Históricas, que beneficiará também Ouro Preto (MG), Olinda (PE), Natal (RN) e São João Del Rey (MG), entre outros municípios.



“ Corumbá tem um simbolismo muito grande, tanto do ponto de vista histórico quanto cultural, não só para Mato Grosso do Sul, mas para toda a Região Centro-Oeste e o Brasil. O nosso conjunto arquitetônico é riquíssimo e vai ser resgatado com os recursos do PAC. Isso demonstra a sensibilidade da presidente Dilma Roussef e o carinho que ela tem com o nosso estado e a nossa gente”, destacou Delcídio.


Além dos recursos para a recuperação dos prédios públicos - que serão repassados a fundo perdido, sem exigência de contrapartida da prefeitura – as ministras Miriam Belchior e Marta Suplicy comunicaram ao senador e ao prefeito que o governo vai disponibilizar, inicialmente, R$ 300 milhões do BNDES para a restauração de prédios privados.

“ Em Corumbá temos vários prédios particulares que poderão ser recuperados através dessa linha de crédito. Ela é muito interessante porque oferece juros baixíssimos e extensos prazos de pagamento”, comentou Paulo Duarte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Saiba como se exercitar em casa durante a quarentena
RESTRIÇÕES
Comércio da capital volta a funcionar na segunda-feira
BRASIL
Rio terá turnos de trabalho para não lotar transporte público
PREVENÇÃO
Direção Viva alerta sobre importância de higienizar veículos automotores como prevenção contra o Coronavírus
STF
Ministro julga inviável ação do PDT contra suspensão de prazos do Enem 2020
CULTURA
CCBB Educativo disponibiliza acervo digital de arte-educação
BRASIL
Combate à pandemia mobiliza voluntários em diversas frentes
COVID-19
Barreiras sanitárias abordaram 13,6 mil pessoas em MS
MUNDO
Papa inicia Semana Santa com celebração sem presença de fiéis
COVID-19
Gerente técnico de medicamentos da Vigilância Sanitária alerta sobre riscos da automedicação

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações
ISOLAMENTO
Em 24 horas, apenas uma cidade de MS aparece vermelha no monitoramento do Governo
CORONAVÍRUS
Durante fiscalização, Guarda prende nove pessoas e notifica 60 comércios em Dourados
SUMIÇO
Família procura por jovem que está desaparecida desde a última quarta-feira