Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
MATO GROSSO DO SUL

Com apoio do governo federal, MS tenta controlar focos de calor no Pantanal

20 setembro 2020 - 20h00Por Da Redação

Os focos de calor no Pantanal e no Cerrado foram praticamente debelados pela força-tarefa montada pelo Governo do Estado, desde março, com a participação de bombeiros de Mato Grosso do Sul, Paraná, Mato Grosso e Santa Catarina e ainda brigadistas do Ibama, ICMbio (Instituto Chico Mendes) e do setor privado, com o apoio da Marinha e do Exército.

No Pantanal, foram registrados apenas 22 focos neste domingo (20) em Corumbá, maior município do bioma, com redução de 50% em relação ao sábado, e um em Pedro Gomes. No início deste mês, Corumbá e a região de Cerrado (Alcinópolis, Pedro Gomes e Costa Rica, a Leste do Estado), concentravam mais de mil focos diários.
Vinte e cinco bombeiros de MS e PR e brigadistas do PrevFogo monitoram diariamente a região da Estrada-Parque, Pantanal da Nhecolândia.

“Esperamos ainda neste domingo debelar o fogo no Parque Estadual das Nascentes do Taquari”, anunciou o secretário Jaime Verruck, da Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). “Uma situação bem diferente de uma semana atrás, resultado da pronta ação do governo na estruturação da operação de combate aos incêndios e a chegada das chuvas”, explicou.

Semana de intenso combate

As precipitações ocorridas no sábado e neste domingo foram baixas nas regiões críticas, mas o suficiente para aumentar a umidade e favorecer o controle dos focos, disse Verruck. Ele informou que a força-tarefa prioriza neste momento as ações de combate aos incêndios no Parque do Taquari e na divisa de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso (Norte de Corumbá).

“Realizamos um sobrevoo numa área próxima a Poconé (MT), onde ocorrem grandes incêndios, para definirmos as ações de combate aos focos que ocorrem no entorno da Serra do Amolar e no Pantanal do Paiaguás”, adiantou.

A rápida ação do governo para o enfrentamento da propagação dos focos, principalmente no Cerrado, foi determinante para o controle da situação. Desde o início da semana foi intensificado o combate aos incêndios com o reforço de um grupo de 29 bombeiros militares vindos do Paraná, distribuídos entre o Pantanal e o Cerrado.

No dia 14 de setembro, o governador Reinaldo Azambuja decretou situação de emergência ambiental em todo o Estado, medida prontamente homologada pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Com a medida, o governo federal liberou R$ 3,8 milhões ao Estado para custear a operação, incluindo aeronaves, combustível e alimentação aos brigadistas.

Situação ainda é de alerta

Diferentes planos de trabalho nortearam as ações em todas as regiões de Mato Grosso do Sul, com ênfase no Pantanal, que enfrenta a maior seca em 50 anos e teve 12% de sua área consumida pelas chamas. O combate e controle aos focos no bioma conta com bombeiros do Estado e do Paraná e brigadistas do PrevFogo (Ibama).
 

“A situação é mais favorável, no entanto o momento ainda é crítico devido a prolongada estiagem e a perspectiva de pouca chuva para os próximos dias”, alertou o titular da Semagro. “O combate continuará de forma intensa, mantendo as estruturas operacionais nas áreas de maior risco com o respaldo dos ministérios de Desenvolvimento Regional, de Meio Ambiente e de Defesa”, acrescentou.

No Cerrado, o trabalho segue com um contingente de 150 combatentes, sendo 70 homens do Exército e 60 entre bombeiros de MS e do PR e voluntários. A estrutura conta ainda com oito aeronaves, sendo duas do ICMbio, três do setor de energia do Estado e outras três bancadas pelo setor de florestas. O Imasul (Instituto de Meio Ambiente e MS) também integra a força-tarefa no monitoramento do Parque do Taquari.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Homem é assassinado a golpes de faca no abdômen e na cabeça
POLÍTICA
Nelsinho Trad recebe do Dnit garantia de R$ 41,2 milhões para obras em MS
POLÍCIA
Homem é preso após subornar policiais militares com "corrente de ouro"
SAÚDE
Profissionais da maternidade do HU recebem curso sobre imunização
CAPITAL
Motorista de carro que bateu em carreta morre após parada cardiorrespiratória
TECNOLOGIA
WhatsApp agora permite silenciar conversas e grupos; veja como fazer
TRIBUNAL DO JURI
Sobrinho que matou tio a tiros em conveniência sai livre de julgamento
JUSTIÇA
Lote de habitação popular deve ser quitado com falecimento de beneficiário
REGIÃO
PF prende golpista que enviou molho de tomate a cliente que pagou por celular
BRASIL
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior

Mais Lidas

DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada
DOURADOS
Vítima de acidente na Marcelino Pires morre na mesa de cirurgia
FEMINICÍDIO
Agredida a tijoladas, mulher morre em Dourados após nove dias de internação
POLÍCIA
Carona de motociclista que morreu em acidente é transferida para o Hospital Universitário