Menu
Busca quarta, 05 de maio de 2021
(67) 99257-3397
BATAYPORÃ

Advogado suspeito de matar ex-dirigente do PSL faz pedido de habeas corpus

03 maio 2021 - 19h05Por G 1

A defesa do advogado Alexandre Pessoa, de 42 anos, entrou, na tarde desta segunda-feira, dia 03 de maio, com pedido de habeas corpus junto ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). Alexandre está preso desde domingo (2), pelo suposto envolvimento na morte de Fernanda Ribeiro dos Santos, de 36 anos ex-dirigente do Partido Social Liberal (PSL), em Batayporã, ana região do Vale do Ivinhema, na última quinta-feira, dia 29 de abril.

O advogado foi preso quando estava em casa, na cidade de Nova Andradina, vizinha a Batayporã. No dia anterior, policiais cumpriram mandado de busca e apreensão no endereço de Alexandre, que tinha um relacionamento amoroso com Fernanda, e apreenderam celular, carro e outros pertences do advogado.

Segundo a polícia, o celular de Alexandre tinha informações relevantes o suficiente para a polícia pedir à justiça a prisão temporária contra ele. O suspeito já tinha prestado depoimento no início das investigações e será ouvido novamente pelo delegado responsável pelo inquérito, mas a data ainda não foi marcada pois o advogado está internado. De acordo com a polícia, ele passou mal logo após receber voz de prisão e está hospitalizado.

A vítima, Fernanda Ribeiro dos Santos, era ex-presidente do diretório do PSL em Nova Andradina. A Polícia afirma que ela foi assassinada na noite da última quarta-feira (29) e o corpo encontrado no dia seguinte, numa plantação de milho à margem de uma estrada de terra entre Batayporã e Nova Andradina. A principal linha de investigação da polícia é de que tenha ocorrido um feminicídio.

"O que foi crucial para isso foi o que encontramos no notebook da vítima, que possui diversos prints e informações que conduziram a polícia na investigação criminal, de modo que as diligências continuam, para o quanto antes elucidarmos o crime", afirmou o delegado Filipe Davanço Mendonça.

A defesa do advogado diz que ele de fato tinha um relacionamento com Fernanda, mas negou envolvimento no crime. "Não existe nada que comprove a participação dele e ficamos até surpresos com o pedido de prisão temporária do Alexandre. Ele respondeu a todas as perguntas feitas pelas autoridades no primeiro depoimento e está à disposição para esclarecer a situação", afirmou o advogado de defesa Júlio Evangelista Fernandes.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Mato Grosso do Sul acompanha o caso e vai analisar se há alguma relação com a profissão para realizar um pronunciamento ético-disciplinar. Mais de 10 pessoas já prestaram depoimento, entre amigos, parentes, e o próprio suspeito. O celular da vítima, tido como crucial para ajudar na elucidação do caso, ainda não foi encontrado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA
Casal suspeito de roubo de carros é cercado e homem queimado vivo
SELIC
Copom eleva taxa básica de juros de 2,75% para 3,5% ao ano
Homem incendeia 48 hectares e é autuado e multado em quase R$ 50 mil
CRIME AMBIENTAL
Homem incendeia 48 hectares e é autuado e multado em quase R$ 50 mil
Em dia com 10 mortes, Dourados continua com fila de espera em leitos UTI Covid
PANDEMIA
Em dia com 10 mortes, Dourados continua com fila de espera em leitos UTI Covid
Ex-prefeito de Campo Grande é preso por corrupção e lavagem de dinheiro
JUSTIÇA
Ex-prefeito de Campo Grande é preso por corrupção e lavagem de dinheiro
FUTEBOL
DAC vence Operário de virada no Douradão e embola briga pelo título Estadual
DOURADOS
Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade nos programas habitacionais do município
INFRAESTRUTURA
Novos investimentos serão anunciados em Dourados, diz Sérgio Murilo
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda no dia de decisão sobre taxa básica de juros
ASSEMBLEIA
Deputado testa positivo para Covid e tem 50% do pulmões comprometidos

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Homem é preso suspeito de estuprar quatro sobrinhas em Dourados
DOURADOS
Fumaça em estrada causa colisão entre caminhões e leva transtorno a moradores; vídeo
PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira