Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
MEIO AMBIENTE

Turistas são presos e multados por fuga com 55 kg de pescado ilegal

14 setembro 2017 - 09h56

Equipes da Polícia Militar Ambiental de Aquidauana prenderam cinco pescadores por pesca e transporte de produto da pesca predatória. A PMA abordou um veículo GM/S-10 na tarde desta quarta-feira, dia 13 de setembro, durante fiscalização no município, na rodovia que liga a cidade de Aquidauana à Universidade Estadual (UEMS) e, dentro de uma caixa isotérmica que estava no veículo, foram encontrados 52 quilos de pescado, havendo vários exemplares de peixes, que os pescadores haviam capturado, sendo vários exemplares abaixo da medida permitida pela legislação.

Os pescadores, dois funcionários públicos e dois aposentados, respectivamente de 49, 53, 56 e 68 anos, residentes em Botucatu, no interior de São Paulo afirmaram ter capturado os peixes no rio Aquidauana. O pescado e o veículo foram apreendidos. Os pescadores tentavam desviar do posto de fiscalização da PMA localizado na BR 262.

Os infratores receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória, com pena prevista de uma a três anos de detenção. Os infratores também foram atuados administrativamente e foram multados em R$ 2.040,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas.

Outra equipe, do Grupamento da PMA do Taquarussu, na BR 262, no município de Anastácio, prendeu no mesmo horário, um turista mineiro pelo mesmo motivo. O infrator, um produtor rural de 34 anos, residente em Gotardo, Minas Gerais estava em um ônibus com um grupo de turistas, que votava de uma pescaria no rio Miranda, na região do Passo da Lontra, e levava dois peixes da espécie pacu, pesando 3 kg, ambos abaixo da medida permitida pela legislação. O pescado foi apreendido.

O pescador foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Anastácio onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória, com pena prevista de uma a três anos de detenção. Os infratores também foram atuados administrativamente e foram multados em R$ 760,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Uems lança edital e abre inscrições para o vestibular com mais de mil vagas
PANDEMIA 
Pesquisa aponta queda nos serviços de radioterapia no país nos últimos meses
Diferença de preço no litro da gasolina em Dourados é de 57 centavos
PESQUISA MENSAL
Diferença de preço no litro da gasolina em Dourados é de 57 centavos
Trafegando de moto, idoso tenta 'se livrar' de maconha e acaba preso 
PERSEGUIÇÃO
Trafegando de moto, idoso tenta 'se livrar' de maconha e acaba preso 
Projeto prevê criação de canal para denúncias de maus-tratos de animais
MATO GROSSO DO SUL
Projeto prevê criação de canal para denúncias de maus-tratos de animais
SÃO PAULO
Seis vítimas do acidente entre ônibus e caminhão permanecem internadas
DOURADOS 
Reincidente é preso com mais de 20 kg de maconha na rodoviária
CARTA MARCADA
Gaeco cumpre sete mandados e investiga corrupção em cidade de MS
PREFEITO ELEITO
Douradense anseia por atenção da prefeitura e não vamos lavar as mãos, diz Alan
DOURADOS
CCZ terá três pontos de vacinação antirrábica neste sábado

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia
IMPROBIDADE
Caso de vereador que perdeu mandato em Dourados tem desfecho no STJ