Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905
MEIO AMBIENTE

Turistas são autuados em R$ 1,5 mil por pesca ilegal no rio Miranda

06 outubro 2017 - 12h05Por Da Redação

Durante patrulhamento fluvial no rio Miranda, no município de Anastácio, Policiais Ambientais do Grupamento do Distrito de Águas do Miranda, em Bonito autuaram na tarde desta quinta-feira, dia 05 de outubro, três pescadores, residentes em São Paulo, por pescarem sem autorização ambiental.

Os pescadores, de 45, 47 e 48 anos, foram surpreendidos quando estavam em duas embarcações, nas proximidades do pesqueiro Jundiaiense, a 60 km da cidade de Anastácio, iniciavam a pescaria e ainda não tinham capturado nenhum pescado.

Com eles foram aprendidos dois barcos, dois motor de popa e três molinetes com varas. Cada infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 500,00, perfazendo R$ 1.500,00.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Colisão entre carros termina em capotamento em Avenida de Coxim
DIÁRIO OFICIAL
Ministério da Justiça cria órgão para gerir fundo de segurança pública
TRÁFICO
Jovens que ganhariam R$ 2,8 mil por percurso de 2,3 mil quilômetros com drogas são presas
COVID-19
Mato Grosso do Sul tem 19 mortes por coronavírus e 1.418 confirmados
CAMPO GRANDE
Mulher de 53 anos morre após queda em banheiro
UEMS
Inscrições para Mestrado em Educação Científica terminam 2ª-feira
DOURADOS
Homem é capturado e entregue à polícia com espingarda
MÚSICA
Cantor e compositor Evaldo Gouveia morre de Covid-19 no Ceará
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown