segunda, 06 de dezembro de 2021
Dourados
36°max
23°min
Campo Grande
34°max
23°min
Três Lagoas
36°max
25°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
PARAGUAI

Traficante que fornecia cocaína para Beira-Mar é extraditado para o Brasil

20 novembro 2020 - 06h46Por Da Redação

O traficante paraguaio Néstor Báez Alvarenga, de 57 anos, foi extraditado para o Brasil nesta quinta-feira, dia 19 de novembro, acusado dos crimes de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Baez era um dos fornecedores de droga para a quadrilha do também traficante brasileiro Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar.

Ele foi preso em setembro de 2018, em Assunção, capital do Paraguai, depois de sete anos sendo procurado pela polícia. Desde então ele estava detido na sede do Grupo Especializado da Polícia Nacional do Paraguai. Nesta quinta-feira (19), ele foi levado de helicóptero até a Ponte da Amizade,  que liga Ciudad del Este (CDE) a Foz do Iguaçu (PR) onde foi entregue as autoridades brasileira.

Conforme o portal Capitan Bado, Alvarenga foi requisitado pela justiça do Brasil, diante dos desdobramento de um caso de tráfico de drogas ligado a altos dirigentes do Comando Vermelho. De acordo com investigações da justiça brasileira, Baez foi o responsável pelo envio de 1.748 quilos de cocaína que foi apreendida no Brasil.

Após esta apreensão, foi solicitada a captura internacional do mesmo. Com o mandado de prisão contra ele, Báez Alvarenga refugiou-se por vários anos na Bolívia, de onde continuou suas operações ligadas ao tráfico. Ele teria enviado grandes quantidades de drogas de avião para o norte do Paraguai, onde seus colaboradores levaram a mercadoria e a enviaram para o Brasil.

Depois de alguns anos, ele voltou ao Paraguai, passou  algum tempo em Ciudad del Este, depois em Pedro Juan Caballero até se estabelecer em Assunção. De acordo com policiais paraguaios, até o início dos anos 2000, quando Beira-Mar foi preso na Colômbia, Báez Alvarenga dividia com a família Morel o fornecimento de drogas para a quadrilha do bandido carioca.

Os Morel forneciam maconha e Alvarenga a cocaína levada pelo Comando Vermelho para os morros cariocas. Quando foi preso em 20 de setembro de 2018, Néstor Báez Alvarenga morava em uma casa luxuosa no condomínio Alas Paraguayas, no bairro Hipódromo, região nobre de Assunção. Foram precisos vários dias de vigilância para descobrir o traficante na mansão.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motociclista que atropelou e matou jovem já respondia por dirigir bêbado
NIOAQUE

Motociclista que atropelou e matou jovem já respondia por dirigir bêbado

CVM

Petrobras é alvo de investigação após fala de Bolsonaro sobre preços

IVINHEMA

Homem é preso pela PM após dirigir embriagado e atropelar pedestre

JUDICIÁRIO

Ministra Rosa Weber libera pagamento das emendas do 'orçamento secreto'

Polícia apreende em SP 7,4 toneladas de maconha que saíram de Dourados

Polícia apreende em SP 7,4 toneladas de maconha que saíram de Dourados

AGRONEGÓCIO

Governo libera 500 agrotóxicos em 2021 e bate recorde na série histórica

Homem é detido por populares após furtar café, leite condensado e pêssego

PRAZO DE 48 HORAS

Ministro do STF vê 'inércia' e cobra resposta sobre passaporte da vacina

PONTA PORÃ

Centenas de pessoas acompanham enterro de mãe e filho mortos na fronteira

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Com "MS +Ciência" governo investe R$ 30 milhões em pesquisa e inovação

Mais Lidas

DOURADOS

Vídeo mostra jovem deitando em rua antes de acidente

DOURADOS

Homem morre atropelado no Jardim Piratininga e motorista foge do local

DOURADOS

Jovem estava deitado na rua e motorista de caminhão disse que não percebeu atropelamento

COMUNIDADE VITÓRIA

Briga em bar termina com homem morto esfaqueado em Dourados