Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
SETE QUEDAS

Suspeitos pela morte de policial são presos e crime pode ter sido passional

07 fevereiro 2020 - 07h41Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

O atentado que resultou na morte do policial civil Arthur Kemishian, 30, pode ter sido motivado por ciúmes de um dos autores, conforme informações preliminares apuradas até o momento. 

O caso ocorreu na cidade de Sete Quedas, na fronteira com o Paraguai.

Na madrugada desta sexta-feira (7/2), dois suspeitos pelo crime, jovens de 19 e 17 anos, acabaram detidos. 

Conforme já noticiado, na noite de ontem a vítima estava no Hyundai HB-20, quando a dupla chegou e efetuou os disparos. A ação ocorreu na rua Sete de Setembro, região central da cidade. 

Arthur chegou a ser socorrido por uma viatura da Polícia Militar com vida e encaminhado a um hospital de Sete Quedas. 

Devido à gravidade dos ferimentos, ele precisou ser transferido e morreu a caminho de um hospital de Dourados. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPORÁRIOS
Indígenas de MS começam ser contratados para colheita da maçã no sul
FRONTEIRA
Após tentar matar o irmão, idoso abandona arma, munições e desaparece
TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
SÃO GABRIEL
Jovem é presa ao pedir carona para transportar mochila com cocaína
CÓDIGO PENAL
Senado Federal aprova pena maior para crimes de racismo e homofobia
OPERAÇÃO SPARTACUS
Exército prende 2 pessoas, apreende 57 armas e 25 mil munições
POLÍTICA
Bolsonaro edita MP que isenta conta de luz para moradores do Amapá
NOVA ANDRADINA
Polícia Civil destrói 822 quilos de drogas no Vale do Ivinhema
REGIÃO
Startup-se Bioeconomia reúne jovens para identificar oportunidades
CAPITAL
Dependendo de moto para trabalhar, família tem veículo furtado

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia
IMPROBIDADE
Caso de vereador que perdeu mandato em Dourados tem desfecho no STJ