Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
FRONTEIRA

Suspeitos de matar jornalista são presos em operação

22 fevereiro 2020 - 07h30Por Da Redação

Suspeitos pela morte do jornalista Loureço Veras, o Léo Veras, 52, foram presos numa mega-operação realizada na madrugada deste sábado (22/2) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com o Brasil através de Ponta Porã. Pelo menos 10 pessoas acabaram detidas na  ação, comandada por nove promotores de justiça. 

De acordo com o Campo Grande News, pistolas e fuzis já foram apreendidos, além de grande quantidade de munições.

As buscas feitas em pelo menos 20 endereços de Pedro Juan Caballero também localizaram um Jeep Renegade branco, suspeito de ter sido usado pelos pistoleiros que executaram Leo Veras.

Ainda conforme o site, o promotor Marcelo Pecci, que comanda a operação, iniciada de forma sigilosa sem a participação de policiais locais, disse que por enquanto só existem suspeitas quanto ao carro e aos presos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Campanha das eleições municipais começa neste domingo
PANDEMIA
Com risco alto para Covid-19, Dourados chega a 7.142 casos positivos
MELHOR IDADE
Dia do idoso: pandemia, saúde mental e física são desafios
MS
Governo do Estado dá início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo
DOURADOS
Interno é encontrado morto na PED
DOURADOS
Jovem baleado no ombro teria tentado separar briga
ESPORTES
Com lição de Guayaquil, Flamengo mantém programação à espera de definição de jogo contra o Palmeiras
POLÍCIA
Gaúcho é preso por tráfico de drogas na rodoviária de Dourados
ELEIÇÕES
TSE: em pronunciamento, Barroso pede cuidado com pandemia e fake news
DOURADOS
Jovem é flagrado com duas armas e é preso

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete