Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Suspeito de matar homem diz não se lembrar de agressão

01 dezembro 2017 - 17h20Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

Sirlei Pires Silva, 42, foi autuado em flagrante suspeito de ser o autor da morte de Fabiano Campos, 40. 

Na manhã desta sexta-feira (1) populares encontraram o corpo da vítima dentro de uma quitinete localizada na rua Constâncio Luiz da Silva, antiga W-4, entre as ruas Rio Brilhante e 20 de Dezembro, região do Jardim Água Boa.

De acordo com o relato de Sirlei, ambos brigaram na noite de quinta-feira (30), porém, alegando embriaguez, afirmou à polícia não se lembrar de ter agredido Fabiano.

Testemunhas ouvidas na delegacia confirmaram que ele foi o responsável pela morte da vítima. 

Fabiano possuía ferimento na cabeça, porém, a perícia ainda trabalha para saber se foi suficiente para causar a morte dele. 

Conforme apurado pelos policiais, o rapaz possuía problemas com álcool e drogas e se encontrava enfermo.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Salão deve indenizar cliente por serviço que causou calvície parcial
CAMPO GRANDE
Motorista de guincho denuncia transporte de carros roubados e 2 são presos
CLIMA FRESCO
Feriado prolongado em Dourados terá temperaturas amenas e máxima até 26°C
AGRONEGÓCIO
Em Dourados, ministra diz que MS é 'locomotiva' do Brasil
COTAÇÃO
Dólar tem queda nesta sexta, mas fecha outubro em alta de 2,13%
CRIME AMBIENTAL
PMA e Imasul orientam condutores sobre descarte de lixo em rodovias
LOTERIA
Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 52 milhões amanhã
INFORME PUBLICITÁRIO
Uma nova fase da sua vida começa aqui
CONCLUSÃO
Investigação aponta falha de piloto em acidente aéreo que matou cantor nascido em MS
CAMPO GRANDE
Exumação de corpo para mudança de jazigo deve respeitar período determinado

Mais Lidas

PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
BRASIL
Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso no Paraná
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização