Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
PONTA PORÃ

Sapateiro é executado de forma brutal na região de fronteira

28 dezembro 2017 - 06h26Por Da Redação

Um sapateiro de 70 anos identificado como Felipe Caballero foi morto a facadas na tarde desta quarta-feira, dia 27 de dezembro, em Ponta Porã, cidade localizada na fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O crime aconteceu no bairro Bosque Carandá.

De acordo com site Porã News, e vítima estava em sua casa, onde morava sozinho. Ele e o autor teriam lutado. A orelha de Caballero foi cortada pelo autor, que fugiu logo depois.

Investigadores do SIG (Setor de Investigação Geral) da Policia Civil e policiais militares foram até o local, isolado para a realização dos procedimentos de praxe, como perícia, entre outros.

Os agentes que apuram o crime tentam identificar as pessoas que foram até a casa da vítima nesta tarde. Além disso, segundo o site Ponta Porã Informa, a vítima já teria registrado um boletim contra um dos possíveis autores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

"AGORA VIREI BOIOLA"
Partido e ativistas pedem que MP investigue Bolsonaro por fala homofóbica
BENEFÍCIO
INSS inicia pagamento de diferenças do auxílio-doença a segurados
SIDROLÂNDIA
Possível tarado da bicicleta é preso pela Polícia Militar
ELEIÇÕES
TRE/MS inicia carga e lacração das urnas no dia 1º de novembro
MEIO AMBIENTE
Ambiental prende e autua pescador e apreende barco e motor de popa
UEMS
Inscrições para o curso “Brincar na Educação Infantil” estão prorrogadas
POLÍCIA
Homem compra moto do amigo e foge com veículo para Goiás sem pagar
POLÍTICA
Alvo de inquéritos, Weintraub é reeleito diretor-executivo do Banco Mundial
BR-262
Motorista de BMW perde controle, bate em poste e carro pega fogo
EDUCAÇÃO
Unidade 1 da UFGD terá nova entrada a partir de 3 de novembro

Mais Lidas

PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
BRASIL
Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso no Paraná
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização