Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
TÚNEL DESCOBERTO

Quadrilha já havia "investido" R$ 1 milhão para construir túnel até banco

23 dezembro 2019 - 11h45Por Da Redação

Grupo criminoso desarticulado no domingo (22/12) em Campo Grande já havia utilizado R$ 1 milhão para conseguir fazer o túnel de aproximadamente 70m e que daria acesso a uma agência do Banco do Brasil. Durante ação policial, dois homens morreram em confronto e sete foram presos. 

De acordo com o Campo Grande News, as apurações iniciais da Garras (Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) mostram que o montante foi usado para pagar o aluguel da casa de onde partiu o túnel que já chegava quase debaixo do cofre da agência e de outros imóveis de apoio, as contas de água e luz, a alimentação e o pagamento dos operários para cavar o acesso subterrâneo.

Ainda segundo o site, os homens que trabalhavam na escavação recebiam R$ 2 mil por semana pelo trabalho. Há pelo menos 25 pessoas envolvidas no esquema, apurou o Campo Grande News.

A ideia da quadrilha era não usar explosivos. Por isso, “no braço” e ajuda de um macaco hidráulico, os operários cavavam cerca de 2 metros de túnel por dia. Foram encontrados cerca de 100 metros cúbicos de terra ensacada na base da organização criminosa.

O caso 

Os dois homens mortos na madrugada de ontem (22/12) após confronto com a polícia, em Campo Grande, foram identificados como José William Nunes Pereira da Silva, 48, natural de Caxias (MA), e Renato Nascimento de Santana, 42, de Itabaiana (SE). Eles integravam quadrilha que pretendia furtar agência bancária na Capital. 

Outras sete pessoas foram presas. O grupo abriu um túnel de 63 metros e já se aproximava do subsolo do cofre da agência do Banco do Brasil no bairro Coronel Antonino. 

De acordo com o Campo Grande News, um dos suspeitos mortos, José William, já havia sido preso em 1998, acusado de roubar R$ 6 milhões em joias da CEF (Caixa Econômica Federal) em São Paulo.

Os criminosos estavam sendo monitorados há cerca de seis meses. Dois veículos foram apreendidos na operação: uma caminhonete Hilux, com placa do Pernambuco, um utilitário de Ponta Porã e um caminhão. Dos sete presos, um foi levado à Santa Casa, ferido no confronto.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz
BRASIL
Decotelli atualiza o currículo e diz que foi ministro da Educação por seis dias
MS
Mais de 6,8 mil materiais produzidos nas mãos de reeducandos garantem maior proteção em atendimentos no HR
ESPORTES
Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta
REGIÃO
PMA autua arrendatária de fazenda em R$ 9 mil por irregularidades com agrotóxicos
SAÚDE PÚBLICA
Macrorregião de Campo Grande já tem 73% do leitos de UTI disponíveis ocupados
ESPORTES
Projeto UEMS Karate JKA faz treinos ao vivo online durante pandemia
REGIÃO
Agepen dobra altura do muro do presídio de Caarapó para reforço na segurança
BRASIL
Rodrigo Maia defende importância de sindicatos
DOURADOS
Presidente da Câmara lamenta morte de secretário e pede esclarecimento dos fatos

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta