Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
TÚNEL DESCOBERTO

Quadrilha já havia "investido" R$ 1 milhão para construir túnel até banco

23 dezembro 2019 - 11h45Por Da Redação

Grupo criminoso desarticulado no domingo (22/12) em Campo Grande já havia utilizado R$ 1 milhão para conseguir fazer o túnel de aproximadamente 70m e que daria acesso a uma agência do Banco do Brasil. Durante ação policial, dois homens morreram em confronto e sete foram presos. 

De acordo com o Campo Grande News, as apurações iniciais da Garras (Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) mostram que o montante foi usado para pagar o aluguel da casa de onde partiu o túnel que já chegava quase debaixo do cofre da agência e de outros imóveis de apoio, as contas de água e luz, a alimentação e o pagamento dos operários para cavar o acesso subterrâneo.

Ainda segundo o site, os homens que trabalhavam na escavação recebiam R$ 2 mil por semana pelo trabalho. Há pelo menos 25 pessoas envolvidas no esquema, apurou o Campo Grande News.

A ideia da quadrilha era não usar explosivos. Por isso, “no braço” e ajuda de um macaco hidráulico, os operários cavavam cerca de 2 metros de túnel por dia. Foram encontrados cerca de 100 metros cúbicos de terra ensacada na base da organização criminosa.

O caso 

Os dois homens mortos na madrugada de ontem (22/12) após confronto com a polícia, em Campo Grande, foram identificados como José William Nunes Pereira da Silva, 48, natural de Caxias (MA), e Renato Nascimento de Santana, 42, de Itabaiana (SE). Eles integravam quadrilha que pretendia furtar agência bancária na Capital. 

Outras sete pessoas foram presas. O grupo abriu um túnel de 63 metros e já se aproximava do subsolo do cofre da agência do Banco do Brasil no bairro Coronel Antonino. 

De acordo com o Campo Grande News, um dos suspeitos mortos, José William, já havia sido preso em 1998, acusado de roubar R$ 6 milhões em joias da CEF (Caixa Econômica Federal) em São Paulo.

Os criminosos estavam sendo monitorados há cerca de seis meses. Dois veículos foram apreendidos na operação: uma caminhonete Hilux, com placa do Pernambuco, um utilitário de Ponta Porã e um caminhão. Dos sete presos, um foi levado à Santa Casa, ferido no confronto.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
Projeto autoriza Executivo a captar recursos internos para infraestrutura rodoviária
APRECIAÇÃO DOS DEPUTADOS
Projeto autoriza Executivo a captar recursos internos para infraestrutura rodoviária
Militar da Aeronáutica morre após ser atropelado por caminhão
CAMPO GRANDE
Militar da Aeronáutica morre após ser atropelado por caminhão
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso
Ocupação de leitos públicos de UTI recua após passar uma semana acima de 80%
DOURADOS
Ocupação de leitos públicos de UTI recua após passar uma semana acima de 80%
ESTADUAL DE FUTEBOL
Clássico 'comerário' define vaga para a semifinal nesta quarta
DESENVOLVIMENTO
Estado reúne gestores para consolidar estratégia e governança de tecnologia de MS
MPF RECORREU
'Galã' é condenado pela Justiça a 8 anos de prisão por lavagem de dinheiro
BLACK FRIDAY
Correios posta mais de 2,2 milhões de encomendas em único dia e registra recorde
MUDANÇA
Sindicato Rural de Dourados empossa nova diretoria para gestão 2021-2023

Mais Lidas

PANDEMIA
Casos de coronavírus levam fechamento de três agências bancárias em Dourados
PODER PÚBLICO
Gaeco volta às ruas de Dourados com nova operação
BR-376
Acidente entre Dourados e Fátima do Sul deixa um morto e dois feridos
CAMPO GRANDE
Homem apontado como parente de Rafaat é executado em frente a presídio