Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SETE QUEDAS

Policial estava lotado há quatro anos na Civil e foi vítima de emboscada

07 fevereiro 2020 - 09h31Por Da Redação

O policial civil Arthur Kemishian, 30, estava nomeado desde 2015 e era lotado em Sete Quedas, cidade onde foi morto após ser baleado na noite de quinta-feira (6/2). Dois jovens, de 17 e 19 anos já estão detidos desde a madrugada desta sexta (7/2), suspeitos de envolvimento no crime. 

Eles teriam atraído o rapaz até a rua Sete de Setembro já com a intenção de cometer o assassinato. 

Conforme nota da Polícia Civil, o homicídio aconteceu por volta das 21h, quando um dos autores efetuou 12 disparos de arma de fogo contra o veículo Hyundai HB20 em que a vítima estava. 

Após os fatos, o homem fugiu com auxílio de outro rapaz em um veículo.

O policial foi socorrido e levado ao hospital, porém não resistiu aos ferimentos e veio a óbito quando era transferido a Dourados. Antes de falecer, Arthur falou o nome de dois suspeitos de terem cometido o crime.

Policiais civis de Campo Grande, Amambai, Dourados, Ponta Porã, Tacuru e Paranhos se deslocaram até o local. As policias civil e militar, com o auxílio da polícia paraguaia, fecharam o cerco na fronteira e, por volta das 4h, localizaram os responsáveis escondidos em uma propriedade rural localizada no município de Sete Quedas.

Os suspeitos foram detidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia daquela cidade. 

Um deles, de 17 anos, foi o responsável por auxiliar na fuga o autor dos disparos, de 19 anos. O menor foi apreendido e o maior foi preso em flagrante pelo crime de homicídio qualificado pela traição, emboscada, mediante dissimulação ou outro recurso que dificultou ou tornou impossível a defesa da vítima.

O motivo do crime teria sido um suposto envolvimento do policial com a namorada do autor dos disparos. Os envolvidos conheciam a vítima e teriam acionado o policial no local já com intenção de cometer o delito.

Ainda estão sendo realizadas diligências para melhor esclarecer as motivações do crime e apreender a arma de fogo usada no homicídio.

Arthur Kemishian deixa uma mulher e dois filhos menores de idade.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVENÇÃO
Bombas flutuantes são ativadas para garantir abastecimento de água em Corumbá
ECONOMIA
Economistas defendem investimentos públicos e taxação de ricos
INCENTIVO
Em segunda edição do programa, UEMS concede 711 auxílios para acesso à internet
POLÍCIA
Idoso é encontrado morto em valeta na região central de Itaporã
DOURADOS
Em MS, interessados em adquirir imóvel podem ter desconto no valor da entrada
ESPORTE
Vasco empata com Bragantino e entra, provisoriamente, no G4
PANDEMIA
Governo aposta que ‘Rastrear’ vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS
CONSUMIDOR
Após denúncias, Procon autua seis agências bancárias
PANDEMIA
Em um mês, mais de 5 mil aulas para primeira habilitação foram realizadas de forma online em MS
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Comissão mista se reúne para ouvir formuladores das propostas de reforma tributária

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete