Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Policiais do MS são suspeitos de matar empresário no Guarujá

06 agosto 2004 - 14h35

Dois policiais civis de Mato Grosso do Sul são os principais suspeitos de terem executado com três tiros o empresário Antônio Ribeiro Filho, de 63 anos, ontem de manhã, no calçadão da Praia das Pitangueiras, em Guarujá. Eles foram detidos à noite, no Aeroporto de Congonhas, na Capital, quando se preparavam para retornar ao seu estado de origem. A Justiça decretou a prisão temporária da dupla, que foi surpreendida no saguão, momentos antes realizar o check in.Os suspeitos exercem o cargo de agente e embarcariam no vôo 1700 da Gol, com partida às 22h27 e previsão de chegada em Campo Grande às 22h55. Pelas duas passagens, um dos policiais pagou a quantia de R$ 730,40, sendo R$ 400,00 em dinheiro e o restante em cheque. Com eles foram apreendidas duas pistolas de calibre ponto 40, que possuem no cano o timbre da Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) do Mato Grosso do Sul.Segundo o delegado Rui Augusto Silva, titular de Guarujá, as armas serão confrontadas com os projéteis que atingiram a vítima para saber se elas foram efetivamente usadas no assassinato. Também será realizado exame residuográfico nas mãos dos policiais a fim de detectar possíveis vestígios de pólvora e chumbo decorrentes de disparo de arma de fogo. Sob forte esquema de segurança, os agentes suspeitos chegaram à Baixada Santista às 23h30.  ‘‘Ainda é cedo para dar maiores informações, mas existe uma suspeita superior a 90% de que os policiais sejam os autores do crime. Eles se hospedaram no mesmo flat onde o empresário morava e além disso existem outros indícios, mas ainda precisamos montar todo o quebra-cabeça’’, declarou o delegado. A prisão dos suspeitos foi realizada por uma equipe de investigadores da própria Delegacia de Guarujá, que atuou sob o comando de Roberto Sandoval.Em relação ao provável motivo do homicídio, o delegado informou que o empresário, recentemente, descobriu que havia sido lesado em uma fraude e pretendia tomar as providências de âmbito criminal e civil. ‘‘Ao pagar os tributos de uma imensa área de terras que possuía em Mato Grosso, de valor astronômico, a vítima descobriu que a propriedade havia sido transferida para outra pessoa, mediante a falsificação de sua assinatura na escritura’’.Ribeiro foi morto quando passeava com o seu cachorro da raça cocker spaniel pela Avenida Marechal Deodoro com a Rua Petrópolis. Atingido na nuca, no tórax e no abdômen, ele chegou a ser encaminhado ao Hospital Santo Amaro, mas não resistiu aos ferimentos. A hipótese de roubo logo foi descartada, porque o empresário não portava valores. O corpo da vítima foi examinado pelo médico legista Esdras de Oliveira, no Instituto Médico-Legal de Guarujá.  O empresário atuava no ramo de mineração no Mato Grosso. Há cerca de cinco anos, ele residia com a esposa no Capitânia Varam Flat Service, no Centro de Guarujá. Em poder dos agentes detidos, os investigadores de Guarujá apreenderam um recibo do flat. Eles se hospedaram de quarta-feira até ontem, ocuparam o apartamento 73, vizinho ao da vítima, e pagaram a quantia de R$ 180,00. Para se hospedar, um dos suspeitos forneceu nome falso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARANAÍBA
Jovem mata ex-namorado da mãe a facadas após presenciar agressão
SENADO
CPI vai questionar negociações do Itamaraty para garantir cloroquina
ANHANDUÍ
Pedestre morre após ser atropelado por caminhão baú na BR-163
IMUNIZANTES
Saúde receberá 8,2 milhões de doses de vacina até sexta-feira
Homem que abusou da mulher é denunciado por estuprar a filha
FUTEBOL
Costa Rica vence Aquidaunense e retoma a liderança do Estadual
CRIME AMBIENTAL
Animais são abandonados, morrem e mulher é multada em R$ 4 mil
JUSTIÇA
Juiz determina que Carla Zambelli tire vídeo da canção 'Milla' do ar
CAPITAL
Homem morre após cair de três metros ao conferir estoque de loja
TJ/MS
Concurso Extrajudicial terá audiência pública no dia 27 de maio

Mais Lidas

PANDEMIA
Levado pela Covid-19, "João da União" deixa legado para família e em Dourados
DOURADOS
Homem morre no HV após acidente com condutor que empinava moto
INDÁPOLIS
Homem assassinado em distrito sofreu vários golpes de facão e teve mão decepada
DOURADOS
Juiz manda Câmara exonerar nomeados e realizar novo concurso público