Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
CAPITAL

Polícia prende estelionatário condenado a quase 8 anos de prisão

22 outubro 2020 - 20h05Por Da Redação

Policiais da DEH (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Homicídios), de Campo Grande, prenderam na tarde desta quinta-feira, dia 22 de outubro, Marcos Antônio Arruda, 54 anos. Condenado a quase oito anos de prisão, ele estava foragido da Justiça.

Segundo informações da Polícia Civil, Marcos foi localizado numa casa no Bairro Parati, na Capital. De acordo com o site Campo Grande News, em abril de 2010, Marcos chegou a ser preso durante operação da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado).

Com um comparsa, ele registrava empresas com documentos falsificados em nomes de laranjas, comprava mercadorias e dava calote no comércio de Campo Grande.

Marcos foi julgado e condenado a 7 anos, 11 meses e 27 dias de prisão por crimes de estelionato. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Suspeito de matar ex-cunhado tem prisão convertida em preventiva
CONGRESSO
Disputa pela presidência da Câmara paralisou reforma tributária, diz Guedes
FUTEBOL
Escalação irregular de atleta deve eliminar o Operário do Estadual 2020
BRASIL
Câmara aprova programa que substitui Minha Casa Minha Vida
ANAURILÂNDIA
Polícia Militar captura autor de feminicídio ocorrido em São Paulo
JUSTIÇA
Servidora temporária faz jus à licença maternidade e estabilidade provisória
PONTA PORÃ
Mulher é presa com maconha e anabolizante que levaria para Tocantins
UEMS
Mestrado Acadêmico em Letras abre inscrições para alunos regulares
RIBAS DO RIO PARDO
Idoso condenado a 24 anos e preso por estuprar sobrinha com 9 anos
CULTURA
Maracaju fica com o título do Festival On-Line da Melhor Idade

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem é encontrado morto em ponte próximo à Vila Cachoeirinha 
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso
ACIDENTE
Rodas de carreta se soltam e atingem mulher na calçada em Amambai
DOURADOS
Corpo encontrado na pedreira é de homem desaparecido há quatro dias