Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
MORTE A ESCLARECER

Polícia investiga morte de bebê de dois meses em Dourados

10 dezembro 2019 - 08h14Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

A Polícia Civil investiga a morte de Eduarda Costa Espessoto, de apenas dois meses, em Dourados. Conforme a avó de 56 anos, ela começou a passar mal na tarde de segunda-feira (9/12) e, após ser medicado no posto de saúde, precisou ser encaminhada a um hospital onde sofreu parada cardiorrespiratória. 

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 16h a criança apresentou reclamações de dores. 

Em seguida ela foi levada ao posto de saúde do CSU (Centro Social Urbano) do Jardim Água Boa, medicada e liberada. Posteriormente com rápida melhora. 

No início da noite a menina mais uma vez começou a passar mal e precisou dar entrada no Hospital Evangélico, onde o óbito ocorreu horas depois com o caso registrado como morte a esclarecer. 

 

*Editada às 11h08 para edição do nome da vítima. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

LIBERTADORES
Líder do Grupo G, Santos enfrenta o Delfín no Equador
MATO GROSSO DO SUL
Marçal destina R$ 1,1 milhão em emendas para saúde de 10 cidades de MS
IMUNIZAÇÃO
Dourados terá três campanhas de vacinação em outubro
DOURADOS
Prefeitura prorroga vínculo com escritório contratado para auxiliar em licitações já anuladas
COMER BEM
Açaí Mr. Fit: sabor para todos os gostos
MAIS CARO
Preço do pão francês acumula alta de quase 8% no ano em MS
LEGISLATIVO DE MS
Assembleia mantém sessões remotas até 30 de outubro
BOA AÇÃO
Banda douradense faz live para ajudar criança com doença rara e degenerativa
SAÚDE & BEM - ESTAR
Exame oftalmológico é só com o médico oftalmologista!
ANGÉLICA
Polícia incinera mais de 1,7 tonelada de drogas

Mais Lidas

DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida
PARANÁ
Traficante Elias Maluco é encontrado morto em presídio federal
PEDRO JUAN
Terror na fronteira: três veículos de luxo são incendiados em pontos distintos
PANDEMIA
Prefeitura e MPE entram em acordo para retorno das aulas presenciais na rede privada