Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Polícia Federal ainda não definiu quando irá agir em Japorã

20 janeiro 2004 - 16h30

A Polícia Federal ainda não definiu como será desencadeada a operação para a retirada dos índios que invadiram as fazendas na região de Japorã, na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Hoje vence o prazo para que as famílias indígenas deixem a área invadida em dezembro. Somente a partir de amanhã é que deve ser organizada a estratégia, a cargo da Superintendência da PF no Estado, em cumprimento ao mandado de reintegração de posse expedido na semana passada pelo juiz federal Odilon de Oliveira. O superintendente teria agendado ainda para a tarde de hoje um encontro com o indigenista Cláudio Romero, que está visitando a região desde o final de semana e que neste momento estaria se deslocando da área de conflito para Campo Grande, levando um posicionamento atualizado sobre a situação de Japorã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SÃO PAULO
Sul-mato-grossense leva 12 facadas e crime é transmitido ao vivo
JUDICIÁRIO
STF: acordos de redução de salários devem passar por sindicatos
CAPITAL
Polícia localiza pai que fez ‘zerinho’ com filho no para-lama de moto
ÁGUA CLARA
Ex-prefeito é condenado a devolver R$ 430 mil por contratos sem licitação
EDUCAÇÃO
Enem: começa prazo para solicitação de isenção de taxa
CAMPO GRANDE
Após se envolver em acidente, homem é agredido e tem carro roubado
IMUNIZAÇÃO
Saúde distribui 300 mil doses de vacinas contra influenza aos municípios
BOLSAS
Fundect prorroga Edital com 50 vagas de remuneração de R$ 4 mil
NOVO HORIZONTE
Homem é preso em flagrante após tentar matar ex-mulher a facadas
TECNOLOGIA
Clientes do Banco do Brasil podem sustar cheques por aplicativo

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior