Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
DARK CARD

Polícia cumpre mandados por esquema de uso de cartões corporativos em duas cidades

14 outubro 2021 - 11h35Por Gizele Almeida

Foi deflagrada a 2ª fase da Operação Dark Card, pela polícia civil, nesta quarta-feira (13), para investigar crimes de peculato, lavagem de dinheiro e associação criminosa pelas prefeituras de Nova Alvorada do Sul e Rio Brilhante.   

Nesta etapa, ocorre a apuração de abastecimentos simulados no ano de 2020 pela prefeitura de Nova Alvorada do Sul e de Rio Brilhante, em três meses de 2021.

A polícia destacou que cumpre dois mandados de prisão, sendo de um ex-funcionário da prefeitura de Nova Alvorada do Sul e de um empresário envolvido na prática. Foi determinado ainda sequestro de bens proporcionais ao prejuízo sofrido pelo erário público, o que culminou na apreensão de veículos, joias e bloqueio das contas bancárias, nesta quarta-feira (13).

A investigação teve origem a partir de denúncias realizadas em Rio Brilhante, oportunidade em que chamou atenção que os supostos abastecimentos ocorriam cerca de 40 km, no município de Nova Alvorada do Sul.

Como mostrado pelo Dourados News, no dia 30 de setembro, um dos suspeitos foi localizado e com ele, cinco cartões corporativos da prefeitura de Nova Alvorada do Sul foram encontrados, além de ser apreendido um veículo GM Tracker, que teria sido adquirido recentemente pelo investigado.

Na oportunidade, foi também expedido mandado de busca e apreensão no posto de combustível investigado, onde foram apreendidos um computador e R$ 10.750 em dinheiro.

Nesta nova fase, a polícia destacou que foi solicitado à controladoria municipal de Nova Alvorada do Sul, o extrato dos gastos com a frota veicular, oportunidade em que se percebeu os gastos inconsistentes de algumas secretarias com o cartão genérico, ou seja, aquele que não é vinculado a nenhum veículo oficial e deve ser usado somente de forma emergencial. Foi constatado o prejuízo de R$ 1,4 milhão aos cofres públicos.

A delegacia de Rio Brilhante constatou que os cartões eram passados reiteradamente sem que houvesse qualquer abastecimento, fato averiguado com a análise do rastreador da frota veicular de Nova Alvorada do Sul, a qual não percorreu o percurso necessário para consumir o combustível pago pela prefeitura.

Ainda existe um mandado de prisão em em aberto de pessoas envolvidas prática no município de Rio Brilhante, constatando que as duas cidades sofreram um prejuízo estimado em mais de R$ 1,8 milhão com os crimes.

A Operação Dark Card é denominada em alusão aos gastos irregulares por meio do cartão corporativo das prefeituras.


 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARAGUAI
Raio cai sobre residência e mata casal além de um bebê de 10 meses
POLÍTICA
Conselho de Ética da UEMS prorroga inscrições para candidatos a eleição
Membro do PCC é o quarto preso de bando que roubou três aviões
NÚMEROS DA PANDEMIA
Média móvel de mortes por Covid completa 2 semana abaixo de 400
Homem morto em troca de tiros era especialista em invadir comércios
CAMPO GRANDE
Homem morto em troca de tiros era especialista em invadir comércios
MERCADO FINANCEIRO
Dólar comercial cai para R$ 5,55 em dia de ajustes no mercado
CAPITAL
Homem é suspeito de estuprar enteada durante idas da esposa à igreja
EDUCAÇÃO
MS lança programa para melhorar alfabetização da rede pública
PÓS TEMPORAL
Há quase 48h sem energia, moradores relatam dificuldades em bairro de Dourados
PORTO MURTINHO
Homem morre após perder controle de direção e cair em ribanceira

Mais Lidas

CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
CLIMA
Vendaval atinge Dourados e deixa rastro de destruição
ACIDENTE
Morto em acidente na BR-163 voltava de festa em Caarapó
DOURADOS
Vento supera 40 quilômetros por hora e grande perigo de tempestade inicia de tarde