Menu
Busca domingo, 12 de julho de 2020
(67) 99659-5905
POLÍCIA

Polícia busca na fronteira guarda que fugiu após matar a ex e amigo dela

02 março 2020 - 22h35Por Da Redação

A Polícia Civil pediu reforço nas buscas pelo guarda civil municipal Valtenir Pereira da Silva, procurado desde a noite do último sábado, dia 29 de fevereiro, pelo assassinato da ex-namorada Maxelline Santos, de 28 anos, e de Steferson Batista de Souza, de 32 anos. O crime ocorreu na casa de Steferson, no Jardim Noroeste, em Campo Grande, e a esposa dele também foi baleada.

De acordo com a delegada Sueili Araújo, adjunta da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher), forças de segurança de todo o estado, inclusive que atuam na região de fronteira, prestam apoio ao SIG (Setor de Investigações Gerais). “Nas próximas horas, vamos estar ouvindo novas testemunhas que teriam presenciado os fatos, dentre outras, visando tomar o depoimento da vítima sobrevivente e fazer a juntada de laudo”, complementou. 

Segundo o site Midiamax, Valtenir teve a prisão preventiva decretada durante o plantão judiciário de domingo (1º). A juíza titular da 1ª Vara da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Capital, Helena Alice Machado Coelho, foi quem ordenou a captura.

Conforme já noticiado, Maxelline estava em um churrasco na casa de amigos quando Valtenir chegou ao local. Os dois teriam discutido e o guarda deu um tiro na cabeça da vítima. A esposa do dono da residência tentou intervir na briga e acabou atingida por um disparo, mas foi socorrida com vida e levada para a Santa Casa.

Quando Steferson, o proprietário da casa, saiu para ver o que tinha acontecido, também foi morto com um tiro. Após o crime, o agente fugiu. Maxelline havia registrado um boletim de ocorrência por violação de domicílio e ameaça, no fim do mês passado, contra o agente. Na delegacia, na ocasião, a professora contou que manteve relação com o guarda municipal, mas ele não aceitava o fim do relacionamento.

A vítima pediu uma medida protetiva de urgência, que foi autorizada pela juíza Jacqueline Machado. Cinco dias após ser intimado e ficar ciente da medida protetiva, Valtenir Pereira da Silva matou a ex-namorada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Habilidades socioemocionais poderão ajudar na reabertura das escolas
MS
Traficantes fogem e polícia apreende 600 kg de maconha em Bonito
CORUMBÁ
Carro de dona de restaurante assassinada é encontrado pela polícia
REGIÃO
Assentado é autuado em R$ 7 mil por desmatamento ilegal de vegetação protegida de Mata Atlântica
CORUMBÁ
Dona de restaurante é encontrada morta no estabelecimento
MS
Jaguatirica é capturada em residência no centro da capital
CAMPO GRANDE
Homem pergunta por crianças e é morto a facadas por ter sido considerado pedófilo
REGIÃO
Incêndio destroi casa em Fátima do Sul
ESPORTES
Wellington Silva, do Fluminense, testa positivo para Covid-19 e está fora da final do Carioca
REGIÃO
Metade dos leitos de UTI de MS está ocupado

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
PANDEMIA
Em dia com quase 100 novos casos, Dourados tem mais uma morte por coronavírus
PANDEMIA
Pesquisadores veem medidas sem efeito e sugerem lockdown em Dourados