quinta, 23 de maio de 2024
Dourados
33ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
OPERAÇÃO MUTE

Pente-fino na PED encontra celulares, drogas e explosivos 

24 abril 2024 - 17h50Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

Pente-fino realizado nesta quarta-feira (24/4) na PED (Penitenciária Estadual de Dourados) resultou na apreensão de aparelhos de telefone celular, drogas e dois explosivos de fabricação caseira no Raio-II da casa de detenção, onde encontram-se integrantes de facção criminosa. 

A ação faz parte da quarta fase da Operação Mute, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública em parceria com o Governo do Estado. 

De acordo com o apurado pelo Dourados News, policiais militares do Bope (Batalhão de Operações Especiais) estiveram no município para detonar as bombas.

Apesar da fabricação caseira, o poderio da explosão foi de grandes proporções, segundo relatado pelas autoridades presentes. 

Não houve flagrantes durante o pente-fino e as ações contra os presos foram de ordem administrativas. 

Conforme a Agepen, as vistorias tiveram início por volta das 8h, com a participação de operacionais do COPE (Comando de Operações Penitenciárias), responsáveis pela retirada e contenção dos presos, bem como policiais penais da própria penitenciária, encarregados das inspeções, além de membros da área de inteligência.

A intenção da operação é tirar de circulação aparelhos de comunicação em posse dos presos. 

“As revistas realizadas durante a Operação Mute têm como foco principal a busca por aparelhos celulares, que são considerados as principais ferramentas utilizadas pelo crime organizado para perpetuar delitos dentro e fora das prisões, contribuindo para o avanço da violência nas ruas. Esta ação é a maior realizada pela Senappen no contexto de combate ao crime organizado, envolvendo um grande número de estados participantes, policiais penais federais e estaduais, além de unidades prisionais estaduais revistadas”, diz a Agência, em nota encaminhada à imprensa.

Operação Mute

A Mute ocorre em todas as unidades federativas por meio de “mutirões” de revistas, com o objetivo prioritário de retirar celulares dos principais estabelecimentos penais no Brasil. 

O nome da operação é em referência à palavra “mudo” em inglês, refletindo a intenção de silenciar a comunicação externa dos internos, focalizando especialmente na apreensão de dispositivos de comunicação proibidos, como telefones celulares.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Local de prova do concurso da Caixa está disponível para os candidatos
GERAL

Local de prova do concurso da Caixa está disponível para os candidatos

Artesãs da Reserva Indígena de Dourados passam por capacitação para vender produtos online
OPORTUNIDADE

Artesãs da Reserva Indígena de Dourados passam por capacitação para vender produtos online

JUSTIÇA

Governo gaúcho tem dez dias para explicar mudança em código ambiental

Chuvas já mataram 163 pessoas no Rio Grande do Sul
TRAGÉDIA 

Chuvas já mataram 163 pessoas no Rio Grande do Sul

Desafios para Saúde, Meio Ambiente e Planejamento Urbano
DOURADOS

Desafios para Saúde, Meio Ambiente e Planejamento Urbano

DOURADOS 

Homem é preso após furtar farmácia no Água Boa

TEMPO

Inmet divulga alerta de tempestade para Dourados e região

ESCÂNDALO NA FERDERAÇÃO

Alvo de operação foi visto chegando na Federação com maço de dinheiro

NOTA

Associação de Cronistas Esportivos de MS se manifesta após operação que prendeu presidente da FFMS

NOVIDADE

Dourados poderá ter corredor gastronômico na avenida Weimar Torres

Mais Lidas

R$ 37 MILHÕES

Empresa é contratada para prolongar avenida do Centro até parque público de Dourados

BR-463

Douradense é preso com drogas em carro de luxo

REGIÃO 

Empresários são detidos por desvio de energia elétrica após operação do SIG

ITAPORÃ

Funcionário de fazenda morre durante manutenção em silo