Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
MEIO AMBIENTE

Pecuarista é autuado em R$ 13 mil por desmatamento ilegal de cerrado

26 outubro 2017 - 09h12Por Da Redação

Durante fiscalização ambiental em propriedades rurais do município de Cassilândia, Policiais Militares Ambientais localizaram uma área de vegetação nativa desmatada ilegalmente.

Os policiais verificaram que o fazendeiro havia desmatado uma área de 13 hectares de vegetação nativa, com uso de um trator de lâminas, sendo derrubadas árvores de grande porte, sem autorização do órgão ambiental.

As atividades foram interditadas e o proprietário da fazenda de 63 anos, residente em Cassilândia, foi autuado administrativamente e recebeu multa administrativa de R$ 12.900,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção.

O infrator foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRISÃO
Em menos de um ano, 240 foragidos da justiça foram capturados em Dourados
DOURADOS
Jovem é abordado e confessa trabalhar com ‘disk-droga’
ECONOMIA
Receita começa hoje a enviar cartas a contribuintes na malha fina
CIDADES
Detran dá início a obras de sinalização viária em oito municípios de MS
INFORME PUBLICITÁRIO
Reforço na União Pneus garante maior resistência para trabalhos no campo
ELIMINATÓRIAS
Após lesão de Fabinho, Allan está convocado para a Seleção Brasileira
DEEP CAUGHT III
Operação mira novamente pedofilia na internet em MS
DOURADOS
Dono de lanchonete reage e consegue tirar faca de assaltante
LEGISLATIVO DE MS
Pautados para a Ordem do Dia desta quinta-feira quatro projetos
DOURADOS
Homem morre no Hospital da Vida cinco dias após queda de moto

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
PROCURADO
Acusado pela morte de ator falsificou documento e disse ter nascido em MS