Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(67) 99257-3397
MEIO AMBIENTE

Paranaenses são presos e multados em R$ 13,5 mil por pesca predatória 

08 março 2021 - 08h02Por Da Redação

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo realizava fiscalização fluvial no rio Iguatemi no município e prendeu seis pescadores paranaenses por pesca predatória. A equipe recebeu informação de que os infratores estariam em um acampamento e em duas embarcações saíam armando anzóis de galho em vários trechos do rio.

Os Policiais ficaram escondidos na mata à margem do rio nas proximidades de onde os infratores estariam e começaram a monitorar o movimento deles. Quando foram conferir parte dos anzóis de galho no trecho em que os Policiais estavam, três infratores, de 30, 49 e 51 anos, foram abordados e, na embarcação, estavam com três exemplares de peixes da espécie pintado, pesando 30 kg, que haviam retirado dos anzóis de galho (petrecho proibido). Um dos exemplares ainda se apresentava abaixo do tamanho mínimo de captura, o que também é crime.

Na embarcação havia 17 anzóis de galho que foram apreendidos, juntamente como o pescado, mais o barco e o motor de popa. Cada infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.200,00, além de receberem voz de prisão pelo crime ambiental.

Os infratores confirmaram aos Policiais e informaram que mais três amigos estavam pescando com eles e estariam em região de pesca nas proximidades, também retirando pescado de anzóis de galho. Os policiais foram ao local indicado e encontraram os pescadores em uma embarcação. Eles já haviam retirado dos petrechos ilegais, cinco exemplares de peixes da espécie pintado, pesando 44 kg, sendo que dois exemplares se apresentavam abaixo do tamanho mínimo de captura.

Com eles foram apreendidos 30 anzóis de galho, o barco, o motor de popa e o pescado. Os infratores, de 60, 65 e 68 anos, foram autuados administrativamente e multados em R$ 2.300,00 cada um, além de receberem voz de prisão pelo crime ambiental.

Os seis pescadores, três residentes em Cascavel e três residentes em Platina, no Paraná, que receberam voz de prisão, foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Mundo Novo, onde foram autuados em flagrante pelo crime ambiental de pesca predatória e saíram após pagamento de fiança. Se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção. O pescado será doado a instituições filantrópicas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia encontra cocaína em chaleiras que iriam para a Espanha
PARAGUAI
Polícia encontra cocaína em chaleiras que iriam para a Espanha
ESTADOS UNIDOS
Júri declara ex-policial Derek Chauvin culpado pela morte de George Floyd
Casal é preso enquanto aplicava golpe em seguradora da fronteira
Nelsinho Trad fará requerimento para profissionais de transporte de pessoas
POLÍTICA
Nelsinho Trad fará requerimento para profissionais de transporte de pessoas
DOURADOS
Motociclista morre no HV 18 dias após sofrer acidente no centro
UFGD
Prazo para inscrever projetos de Iniciação Científica termina na próxima semana
MEIO AMBIENTE
PMA de Dourados captura família de gambá no Jardim Água Boa
CÂMARA
Deputados aprovam urgência de projeto para privatizar os Correios
Transportando 26 cavalos ilegalmente, idoso é preso com dólares e reais
REGIÃO
Presidente da Assomasul destaca emenda que cria o ICMS Educacional 

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Mãe de menor que organizou festa clandestina com mais de 40 pessoas é presa
TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados