Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905
BRASILÂNDIA

Padrasto aproveitou viagem para abusar de menina que foi morta pela mãe

25 março 2020 - 19h35Por Da Redação

As investigações da Polícia Civil comprovaram que a menina de 10 anos, assassinada pela própria mãe em Brasilândia, cidade localizada na região Leste do Estado, foi estuprada pelo padrasto. Segundo o site Campo Grande, o crime aconteceu em outubro do ano passado, quando parte da família viajou e a vítima ficou sozinha com o autor, e também horas antes do crime.

O suspeito teve a prisão preventiva decreta e foi preso na último segunda-feira, dia 23 de março. Em depoimento, o homem negou os abusos, mas relatou que ficou sozinho com a enteada em outubro, quando a mulher viajou para o interior de São Paulo com os outros dois filhos.

Com as investigações, a polícia descobriu que os abusos aconteceram exatamente nesta época, em 12 de outubro, no dia das crianças. A vítima relatou o caso para a mãe, assim que ela voltou. Mas a mulher não tomou nenhuma atitude.

Evidências apontam ainda que a menina foi estuprada no dia anterior, ou até mesmo horas antes, do crime. Mais uma vez, ela teria contado à mãe sobre o último abuso. “Fato que será confirmado com a conclusão do laudo de exame pericial necroscópico”, afirmou a polícia em nota.

O assassinato

Em depoimento, o irmão da menina, um adolescente de 13 anos, contou à polícia detalhes do crime. E ele disse que no sábado (dia 21) estava jogando bola e quando voltou para a casa e encontrou a mãe e a irmã brigando.

Quando o viu, a mãe fez a seguinte afirmação: “ela não vai viver mais porque essa menina é mentirosa”, contou o menino. Na sequência, a mulher também afirmou que a filha contou ter sido estuprada pelo padrasto. Segundo a versão do adolescente, a mulher então pegou um fio de solda e visivelmente embriagada, ameaçou: “vou acabar com a vida dela porque não quero que minha filha fique mal falada”.

Por ordem, da mãe, os dois filhos entraram no carro. Ela dirigiu até uma estrada após o aterro municipal, margeada por mata e plantação de eucalipto. Ali, parou o carro e os dois irmãos desceram e correram. Porém, lembrou o adolescente, a menina foi alcançada e começou a gritar. Quando ouviu silêncio, ele se aproximou das duas e viu a mãe estrangulando a irmã.

Depois a mulher pediu ajuda para enterrar o corpo da filha. O menino relatou que a criança foi colocada de cabeça para baixo num buraco, mas ainda estava viva e pediu socorro. “Que alega que sua irmã já estava dentro do buraco, quando ouviu ela gritar, dizendo socorro e mexeu os pés. E que nesse momento já tinha jogado terra sobre o seu corpo e a mãe pisava por cima para socar a terra”, descreve parte do seu depoimento. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Acidente entre moto e carro deixa homem com suspeita de fratura em uma das pernas
HOSPITAL DA VIDA
Condutor de veículo que atingiu ciclista presta depoimento no hospital
DOURADOS
Semana começa com previsão de sobe e desce de temperatura, entre 8ºC e 34ºC
IZIDRO PEDROSO
Acusado de matar secretário de Agricultura será ouvido nesta manhã
BR-163
Acidente envolvendo carro e carreta deixa duas pessoas mortas
TV DOURADOS NEWS
Como ficam as novas regras para as eleições 2020? Quem explica é o advogado Noemir Felipetto
OPORTUNIDADE
MS tem 700 vagas de trabalho; 99 delas em Dourados
IGUATEMI
Homem morre e médico desconfia de envenenamento
TRÊS LAGOAS
Menina de três anos morre em hospital após cair na piscina e se afogar
BRASIL
Caixa deposita saque emergencial do FGTS para nascidos em fevereiro

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
“Um amigo, um conselheiro”, diz Délia após assassinato de secretário