Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
CRIME AMBIENTAL

Mulher é autuada por capturar pescado acima da cota permitida

25 setembro 2020 - 12h27

Durante fiscalização, visando a prevenção à pesca predatória no rio Santana, no município de Paranaíba, uma equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu e autuou uma pescadora amadora por capturar pescado abaixo da medida e acima da cota permitidas por lei.

A infratora, residente em Cassilândia, estava acampada na região próxima a uma ponte do rio Santana, no momento em que os Policiais a abordaram ontem (24). Com a pescadora foram encontrados diversos exemplares de peixes da espécie piau, pesando 3 kg, que a autuada havia capturado, sendo todos os exemplares abaixo da medida permitida por Lei.

Além disso, como a cota de captura e abate é de apenas um exemplar de peixe nativo, com a possibilidade de cinco exemplares de piranhas, a pescadora havia capturado pescado acima da cota permitida, o que também é crime ambiental. O pescado e um molinete com vara foram apreendidos.

A pescadora, de 52 anos recebeu voz de prisão e foi conduzida à delegacia de Polícia Civil de Paranaíba, juntamente com o pescado apreendido, onde ela foi autuada em flagrante por crime ambiental de pesca predatória.

Se condenada poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Ela também foi autuada administrativamente e multado em R$ 1060,00.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Banco Mundial aprova empréstimo de US$ 1 bi para ampliar Bolsa Família
REGIÃO
Bombeiros encontram corpo de mulher desaparecida em rio há uma semana
MATO GROSSO DO SUL
Decreto Legislativo ratifica convênios, protocolos e ajustes do Confaz
ECONOMIA
MS é o 5º maior gerador de empregos do país no acumulado de 2020
INTERNACIONAL
Total de mortos por terremoto em regiões da Turquia pode passar de seis
OPINIÃO
Coronavírus cancela o Carnaval
REGIÃO
Após homem ameaçar irmã, polícia apreende espingarda e munições em assentamento
ÁGUA BONITA
Agehab ganha prêmio com projeto de autoconstrução em aldeia
DIVISAS INTEGRADAS
Operação articula MS e mais três Estado no combate ao crime organizado
SAÚDE
Anvisa diz que não há pedido de pesquisa no Brasil sobre vacina russa

Mais Lidas

PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
BRASIL
Acusado de matar ator Rafael Miguel e os pais é preso no Paraná
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Funcionário do CCZ é agredido a pauladas durante trabalho de fiscalização