Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
PERIGOSOS

MS tem 4 nomes na lista dos mais procurados do Ministério da Justiça

30 janeiro 2020 - 21h35Por G1

Dois ex-guardas municipais de Campo Grande, José Moreira Freires, o Zezinho, e Juanil Miranda Lima estão na lista dos 26 criminosos mais procurados do Brasil divulgada nesta quinta-feira, dia 30 de janeiro, pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Para conferir a íntegra da lista clique aqui!

Os dois fariam parte da suposta milícia do jogo do bicho que agia em Mato Grosso do Sul, que seria chefiada por Jamil Name e Jamil Name Filho. O grupo foi desarticulado na operação Omertá. Zezinho e Juanil teriam participado conforme denúncia do Ministério Público Estadual (MP-MS), do assassinato do estudante de direito Matheus Coutinho Xavier, de 19 anos.

Matheus foi assassinado no dia 9 de abril deste ano, com tiros de fuzil AK-47, no bairro Jardim Bela Vista, em Campo Grande, quando manobrava a caminhonete do pai.

A organização criminosa, conforme o MP-MS, tinha como alvo o pai do jovem, o capitão da reserva da PM, Paulo Roberto Xavier, e acabou matando o adolescente por engano.

Zezinho e Juanil estão foragidos e a força-tarefa que investiga a atuação da suposta milícia no estado chegou a oferecer uma recompensa durante o início das investigações para quem soubesse do paradeiro dos dois.

A lista do ministério aponta que Zezinho já foi condenado em Mato Grosso do Sul pela morte do delegado aposentado Paulo Magalhães.

A relação destaca que Zezinho e Juanil também são suspeitos de envolvimento em outro crime ligado a milícia, a morte de Orlando da Silva Fernandes, o “Bomba”, em 26 de outubro de 2018. Ele foi segurança do narcotraficante Jorge Rafaat, executado em junho de 2016, em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil. Eles são apontados como pistoleiros.

Além de Zezinho e Juanil, a lista do Ministério da Justiça ainda traz dois nomes de criminosos que agiam no estado. Um deles é do ex-policial militar Fábio Costa, conhecido como “Pingo” e “Japonês”. Ele que é suspeito de liderar uma quadrilha de contrabandistas de cigarro e de participar do ataque a casa de um policial rodoviário em 2017.

O outro criminoso é Leomar Oliveira Barbosa, o “Leozinho” ou “Playboy”. Ele é apontado pelo ministério como membro da maior facção criminosa do Rio de Janeiro, com conexões com as Forças Revolucionárias Colombianas (FARCs) e foi braço direito do narcotraficante Fernandinho Beira-Mar.

A lista dos procurados foi elaborada pela Coordenação-Geral de Combate ao Crime Organizado da Diretoria de Operações da Secretaria de Operações Integradas – Seopi/MJSP. O banco com os nomes foi construído a partir de informações dos estados e também dados públicos, fornecidos pelo Banco Nacional de Mandados de Prisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e teve como foco criminosos condenados por agirem em mais de um estado.

A lista será atualizada mensalmente pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e tem como objetivo contribuir com mais uma ferramenta na localização de criminosos para estados e Distrito Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Comissão de Saúde da Câmara participa de audiência para prestação de contas
CARACOL
Fazendeiro leva multa por desmatamento e exploração ilegal de madeira
EDUCAÇÃO
MEC publica edital para 50 mil vagas remanescentes do Fies
PANDEMIA
Com mais uma vítima fatal, Dourados se aproxima do centésimo óbito por Covid
ELEIÇÕES 2020
Número de candidaturas femininas apresenta aumento nas eleições deste ano
DEPUTADOS
Falta de consenso na Câmara adia instalação da Comissão de Orçamento
MEDIDAS SANITÁRIAS
Polícia flagra 'algazarra' com adolescentes e bebidas alcoólicas
PANDEMIA
Com novo feriado chegando, Saúde alerta para situação da Covid em MS
BRASIL
Financiamento Estudantil abrirá inscrições para 50 mil vagas remanescentes
DOURADOS
Convênio prevê 60 parcelas de R$ 215 mil para Missão Caiuá

Mais Lidas

POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte