Menu
Busca quarta, 04 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Morte de guarda tratada como suicídio pode ter sido queima de arquivo

21 julho 2021 - 21h35Por Da Redação

Dois anos e três meses após a morte do guarda municipal Fred Brandão dos Reis, de 38 anos, em Campo Grnade, o que antes foi apurado como suicídio passa a ser tratado como homicídio e, ainda mais, queima de arquivo. Fred também chegou a ser acusado de estuprar uma menina de 12 anos, fato não confirmado durante as investigações.

Até o momento sem autoria do homicídio, o caso reascende após mais de dois anos. Uma nova pessoa pode ser ouvida pela polícia, por possível envolvimento no caso. Conforme apurado pelo site Midiamax, o estupro de vulnerável que foi relatado na época não foi confirmado, por insuficiência de provas. Laudo datado de julho de 2019 não identificou elementos para comprovarem o estupro.

Os laudos apontam que a menina não sofreu estupro, não constatando violência sexual. Também não foi encontrado material genético da suposta vítima em Fred. Fred Brandão foi encontrado morto no dia 20 de abril, com um tiro na boca. A denúncia que chegou à Polícia Civil na época aponta que ele teria estuprado a menina de 12 anos, sob ameaças com uma arma de fogo, um revólver calibre 38.

Depois do suposto estupro, conforme o registro feito em abril de 2019, o guarda teria dito que iria cometer o suicídio, momento em que a menina correu para avisar a mãe, primeira pessoa a encontrar Fred morto. Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) chegaram a ser acionados, mas Fred não resistiu.

Morte a esclarecer

Laudo necroscópico anexado aos autos do processo, datado de maio de 2019, não identificou a presença de pólvora ou chumbo nas mãos de Fred. O resíduo fica na mão da pessoa que atira, o que não restou comprovado neste caso. Ainda um depoimento de uma testemunha revelou que Fred saiu do plantão mais cedo naquele dia e deixou a farda, molhada, em uma sacola plástica. O banco do passageiro do carro dele também estava molhado, indicando que ele não estava dirigindo o veículo.

Os indicativos levam a crer que Fred possa ter sido até mesmo torturado e assassinado, em um crime que, na época, levou a polícia a acreditar em suicídio. Depoimento de uma testemunha já em outubro de 2019 revela que Fred teria sofrido ameaças por um guarda municipal, réu na Operação Omertà. Tal testemunha reafirmou a versão de que o crime poderia ser um homicídio.

Em relatório anexado aos autos, toda a versão do estupro seguido de suicídio é desconstruída. Em certo ponto, é relatado que a vítima do suposto estupro talvez nem estivesse na casa, no momento do ocorrido. Sem autoria, há suspeita de queima de arquivo. Fred foi morto onze dias após a morte de Matheus Coutinho Xavier, de 20 anos, executado em 9 de abril de 2019.

Na época, Fred estaria interessado no crime. Fotos da camionete que Matheus dirigia quando foi assassinado foram encontradas em um dos celulares apreendidos pela polícia na época. Onze dias depois, ele foi encontrado morto. Uma pessoa ligada aos fatos chegou a afirmar certeza da relação entre os crimes.

Além de guarda municipal, Fred fazia ‘bicos’, assim como outros guardas apontados na Omertà. Inclusive, teria aceitado empregos oferecidos por réus das operações. “Não podemos afirmar ou negar a ocorrência de suicídio e tão pouco de um homicídio”, conclui relatório policial.

Até o momento, o caso é tratado como uma morte a esclarecer. O estupro, no entanto, acabou não sendo confirmado. “A gente está na base de remédios. Eu quero que seja esclarecido, sabemos que não aconteceu estupro e também achamos que não teve suicídio”, disse ao Midiamax a mãe de Fred, dona Terezinha.

“Sempre falei que eu ia conseguir provar que meu filho jamais seria capaz de fazer uma coisa dessas. Eu sou mãe, sei o filho que criei e sempre disse que só ia conseguir dormir bem no dia que eu esclarecesse isso”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Prorrogadas inscrições de peritos para atuarem no Poder Judiciário de MS
Idoso é preso no Paraguai com arma de fogo e faca tipo adaga
NOVA INVESTIGAÇÃO
TCU decide abrir processo para apurar conduta de Pazuello na pandemia
Ambiental captura 1.337 animais silvestres no primeiro semestre de 2021
Ambiental captura 1.337 animais silvestres no primeiro semestre de 2021
GERAL
Governo amplia número de vagas do último concurso da Agepen
Passageira dorme em ônibus e só descobre furto das malas na rodoviária
SELIC
Copom eleva juros básicos da economia para 5,25% ao ano
Golpistas que teriam contratado andarilho para sacar empréstimo são presas
LOTERIA
Veja as dezenas do concurso 2.396 da Mega-Sena, prêmio de R$ 46 milhões
FORTALEZA
PF apreende jatinho com mais de uma tonelada de cocaína em aeroporto

Mais Lidas

DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Após ideia da filha, empresária cria 'varal comunitário' para ajudar quem tem frio
MORTE A ESCLARECER 
Encontrado inconsciente em praça, idoso morre no HV após passar uma semana internado
DOURADOS 
Usuário de drogas procura delegacia após ser assaltado em boca de fumo