Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
CRISE

Moro: motim é 'ilegal', mas PM não pode ser visto como criminoso

29 fevereiro 2020 - 13h20Por G1

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou neste sábado (29) que a paralisação dos policiais militares no Ceará é ilegal. Moro também disse que os PMs não podem ser tratados como criminosos.

"O governo federal vê com preocupação a paralisação que é ilegal da Polícia Militar do estado. Claro que o policial tem que ser valorizado, claro que o policial não pode ser tratado de maneira nenhuma como um criminoso. O que ele quer é cumprir a lei e não violar a lei, mas de fato essa paralisação é ilegal, é proibida pela Constituição", disse Moro.

A afirmação foi feita durante o 6º encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud) que ocorre em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, desde sexta-feira (28). Governadores de sete estados estão reunidos no evento, entre eles, o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD).

O papel das forças armadas
Moro afirmou que o governo federal se apressou para dar o suporte preciso ao Ceará. "Nós recebemos o pedido da intervenção da Força Nacional de Segurança Pública no meio da tarde de uma quinta-feira. Após reunião do nosso grupo de crise, dentro do Ministério da Justiça, nós decidimos por aquele envio", explicou.

"O papel das forças armadas não é o papel primário, de fato, de realizar a segurança pública. Esse é uma espécie de desvio da função primária das forças armadas. Então tem que existir uma situação muito grave para que seja decretada a GLO [Garantia da Lei e da Ordem], mas houve essa percepção pelo presidente [Jair Bolsonaro] que, mesmo resistente à essa questão, decretou a GLO, e o Exército foi para lá", disse Moro.

Na segunda-feira (24), Moro visitou o Ceará junto com o ministro da Defesa e com o da Advocacia-Geral da União (AGU). Na ocasião, ele disse que não havia uma situação de absoluta desordem nas ruas. Até aquele dia, 147 assassinatos tinham sido registrados no Ceará.

"O interesse do governo federal é que o problema seja resolvido", também afirmou Moro neste sábado.
A paralisação
Os policiais militares estão em greve, no Ceará, desde 18 de fevereiro.

O motim começou quando homens encapuzados que se identificaram como agentes de segurança do Ceará invadiram e ocuparam quartéis, depredando veículos da polícia.

Com motim de policiais, número de assassinatos no Ceará mais que dobra em fevereiro
Os policiais militares reivindicam aumento salarial acima do proposto pelo governador Camilo Santana (PT).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz
BRASIL
Decotelli atualiza o currículo e diz que foi ministro da Educação por seis dias
MS
Mais de 6,8 mil materiais produzidos nas mãos de reeducandos garantem maior proteção em atendimentos no HR
ESPORTES
Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta
REGIÃO
PMA autua arrendatária de fazenda em R$ 9 mil por irregularidades com agrotóxicos
SAÚDE PÚBLICA
Macrorregião de Campo Grande já tem 73% do leitos de UTI disponíveis ocupados
ESPORTES
Projeto UEMS Karate JKA faz treinos ao vivo online durante pandemia
REGIÃO
Agepen dobra altura do muro do presídio de Caarapó para reforço na segurança
BRASIL
Rodrigo Maia defende importância de sindicatos
DOURADOS
Presidente da Câmara lamenta morte de secretário e pede esclarecimento dos fatos

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta